#Hearthstone,  blizzard,  Café com Blizz,  Card Game,  Hearthstone,  HS,  Warcraft,  World of Warcraft

Por dentro da Classe: Caçador de Demônios

Continuando a saga da nossa coluna de classes no Café com Blizz, agora falamos dos Caçadores de demônios, que passam a integrar também o jogo Hearthstone,

Caçadores de Demônios são discípulos de [Illidan Tempesfúria], eles mantêm um legado sombrio, que assusta tanto seus aliados quanto seus inimigos. Os Illidari abraçam mágicas vis e caóticas – energias que há muito ameaçam o mundo de Azeroth – acreditando que sejam necessárias para desafiar a Legião Ardente. Retendo os poderes dos demônios que mataram, eles desenvolvem características demoníacas que incitam repulsa e medo aos companheiros elfos.


Caçadores de demônios fizeram um pacto, há muito tempo, para lutar contra as forças do caos e usar seus próprios poderes terríveis contra eles. Eles se cegam ritualmente em troca da visão espectral que lhes permite sentir melhor suas presas. Essa consciência aprimorada, juntamente com sua grande agilidade e capacidade mágica, torna os Caçadores de Demônios adversários imprevisíveis. Eles empunham lâminas de guerra carregadas demonicamente em batalha e invocam energias demoníacas para aumentar suas formidáveis ​​habilidades de combate.

World of Warcraft: Legion

Os Caçadores de Demônios foram anunciados na Gamescom 2015 como a nova classe de heróis da expansão de World of Warcraft: Legion. Eles ​​pertencem à facção Illidari, e começam no nível 98, com uma experiência inicial unicamente comparável à dos Cavaleiros da Morte, antes de passar para o conteúdo da Legião. Sua linguagem é o demoníaco.

Eles são donos de uma mobilidade incomparável, podendo pular duas vezes, saltar dentro e fora de combate e até desdobrar suas asas monstruosas para realizar descidas planas e surpreender os inimigos de cima.

Eles sofrem metamorfose, se transformam em formas infernais, aprimorando seu papel escolhido.

Além disso eles tem visão espectral, que por trás da aparente cegueira deles esconde seus verdadeiros poderes de percepção. Eles contam com visão aumentada magicamente para detectar inimigos, mesmo aqueles que se escondem atrás de obstáculos.

O primeiro caçador de demônios, Illidan, tinha os olhos queimados e tatuagens marcadas em seu corpo pelo próprio Sargeras. As armas icônicas de guerra deles vêm das famosas Lâminas Gêmeas de Azzinoth, que Illidan tirou do guarda-costas chamado Azzinoth.

Terralém

Durante os anos em que Illidan esteve em Terralém, muitos elfos o procuraram porque haviam perdido tudo para a Legião Ardente e queriam se dedicar à sua destruição. Alguns Caçadores de Demônios elfos sangrentos foram enviados para Illidan por Kael’thas Andassol. Em média, apenas um em cada cinco deles sobrevive ao treinamento, pois muitos são esmagados e mortos pela energia demoníaca ou ficam loucos e cometem suicídio.  

As almas de alguns Caçadores de Demônios estão ligadas a Espiral Eteréa, efetivamente tornando-os demônios, e matá-los no universo físico só os enviará de volta ao Eter. Tais almas são descritas por Illidan como “almas demoníacas imortais”. Este não parece ser o caso de todos os caçadores de demônios, pois Illidan ficou intrigado ao saber sobre o jogador. 

Como se transformar em um Caçador de Demônios

O treinamento começa com o elfo matando um demônio, comendo seu coração e bebendo seu sangue. O espírito do demônio ingerido se liga ao deles e, a partir desse vínculo, o indivíduo recebe visões da Legião Ardente, destruindo inúmeros mundos em todo o universo. Horrorizados com a visão, eles arrancam os próprios olhos e geralmente ficam em coma. O poder vil infunde em seus corpos depois de ingerir o coração e o sangue do demônio faz com que eles sofram mutações, ganhando características demoníacas como escamas, chifres ou garras. Como em todas as criaturas afetadas pelo caos, as formas que essas características assumirão podem ser bastante imprevisíveis. 

Depois que acordam, a visão espectral começa a surtir efeito, e eles recebem tatuagens que impedem que seu demônio interior os oprima, mas ele fica sempre dentro deles, conversando com eles e tentando fazê-los recorrer à Legião. A energia arcana contraria a energia vil, assim eles marcam seus corpos com runas arcanas para manter as forças vil sob controle. Manter seus demônios à distância com essas tatuagens e força de vontade é necessário para não se tornarem demônios. Cada ritual para se tornar um Caçador de Demônios é diferente e, como tal, não há dois conjuntos de tatuagens iguais. 

Eles têm um desejo constante de poder vil e carne demoníaca, e vivem em constante tormento pelos sacrifícios que fizeram. Alguns sucumbem ao poder dominador da energia vil e perdem o controle. Seu sangue começa a queimar e eles involuntariamente assumem sua forma demoníaca, antes de atacar qualquer ser vivo próximo. Caso isso aconteça, toda a aparência do elfo que foi perdido será perdida e apenas um servo demoníaco da Legião Ardente permanecerá. 

O início

A história do caçador de demônios começa anos antes da Legião, nos eventos do Templo Negro. Em uma “missão suicida”, comandada por Illidan, os jogadores vão para o mundo da prisão da Legião em Mardum, o mundo em que Sargeras aprisiona demônios antes de sua loucura. À medida que os eventos acontecem, o jogador aprenderá o que significa ser um Caçador de Demônios e o verdadeiro significado do sacrifício.

Anos depois, o jogador é acordado no Câmara das Guardiãs. Desesperados por ajuda na luta contra a Legião Ardente, os guardas “apertaram o botão” para desperta-los e soltar os presos, em particular por causa de suas habilidades únicas quando se trata de combater Demônios.

Illidan Tempesfúria

[Illidan Tempesfuria] é o Caçador de Demônios mais famoso e foi o primeiro do gênero. Até o próprio irmão de Illidan, Malfurion, não apreciou seu sacrifício, e o trancou no subsolo por milhares de anos por tráfico de poderes das trevas.

O caso de Illidan foi único. Sargeras, senhor da Legião Ardente, queimou os olhos de Illidan com fogo mágico até restarem apenas soquetes queimados. A visão resultante de Illidan foi uma exibição enlouquecedora de cores violentas. Sua visão alterada lhe permitiu reconhecer facilmente demônios e mortais com poderes mágicos. Além disso, Sargeras cobriu o corpo de Illidan com tatuagens negras que aumentaram seu poder arcano. 

Mais tarde, um grupo de elfos noturnos, inspirado no exemplo de Illidan, fez um pacto para colocar os poderes da Legião Ardente contra ela, combatendo a destruição com a destruição. Obviamente eles não podiam ganhar seus poderes da mesma maneira que Illidan, mas descobriram outros meios. Nos milênios desde então, outros elfos noturnos e algumas criaturas de outras raças fizeram o mesmo pacto, vinculando a essência demoníaca em seus corpos e usando-a para destruir os servos da Legião. 

Mudança na aparência

 

No momento em que atingem o auge do seu desenvolvimento, se tornam uma versão distorcida e sombria de seu antigo eu – embora a energia caótica em seu corpo não afete sua personalidade e lealdade, existem grandes mudanças em sua forma física. Seu auge é quando eles se tornam uma entidade demoníaca, sua aparência mudou para algo assustador: as mudanças exatas variam, mas podem incluir olhos vermelhos brilhantes; chifres; pés e mãos com garras; asas que não funcionam; cascos fendidos; uma cauda espetada; pele escura; uma voz profunda e estridente; e mudanças cosméticas semelhantes. O caçador de demônios se torna um estranho.

O Caçador de Demônios pode drenar a energia de um demônio para alimentar seus próprios poderes, usando principalmente energia arcana e de fogo. A energia das sombras é rara. Ele pode canalizar a energia do caos dentro deles em uma arma branca para aumentar seus poderes. Com o tempo, tornam-se mais eficientes em canalizar energia demoníaca para suas armas. 

Exclusão Social

A sociedade dos elfos noturnos evita os Caçadores de Demônios. A maioria dos elfos noturnos não entende o sacrifício que eles fizeram e no que se transformaram; portanto, eles fazem outro sacrifício: serem excluídos de sua sociedade. Outras culturas compartilham a desconfiança dos elfos noturnos, e os indivíduos sombrios não são bem-vindos nas cidades da Aliança ou nas terras controladas pela Horda. 

Cidadãos e soldados podem permitir que fiquem em uma pousada ou descanse um pouco em uma taberna, mas eles os observam com cautela e suspiram aliviados quando partem. Essas pessoas não os veem pelos heróis e mártires que são, mas como indivíduos perigosos que se relacionam com poderes das trevas, quase tão ruins quanto Bruxos. Tal ignorância amarga muitos Caçadores de Demônios, e a maioria são almas solitárias. Alguns têm a sorte de encontrar a companhia de alguns indivíduos que os apreciam, ou pelo menos mostram menos má vontade.

 


Eu amo e defendo a classe de Sacerdote em qualquer jogo que eu pise. Jogo Hearthstone desde o beta, mas ainda sim peguei apenas uma vez o rank Lenda. Fico fantasiando sobre qual será a próxima expansão sempre que a Blizzard anuncia a última.