Hearthstone

TopDecks #52: Xamã Elemental do Tars

Tars é um dos players mais constantes do cenário profissional de Hearthstone e costuma levar seu próprio toque para alguns torneios. Recentemente ele veio com essa lista de Xamã – que o Neil já tinha me sugerido fazer. Resolvi testa-la e… o deck é bom! E é divertido! E da uma surra linda nos Bruxos da vida! 😉

Deck

# 2x (2) [Elemental Murmurante]
# 2x (2) [Garras de Jade]
# 2x (2) [Involução]
# 2x (2) [Portal da Voragem]
# 2x (3) [Chuva Curativa]
# 2x (3) [Defensor da Colina]
# 2x (3) [Rastejante de Piche]
# 2x (4) [Bagata]
# 2x (4) [Espírito de Jade]
# 2x (4) [Raio Jade]
# 2x (5) [Serviçal de Kalimos]
# 1x (5) [Thrall, o Necrovidente]
# 2x (5) [Vulcão]
# 1x (6) [Aya Patanegra]
# 1x (6) [Rezinga, o Treme-mundo]
# 2x (7) [Chefe de Jade]
# 1x (8) [Kalimos, o Lorde Primevo]

Código
AAECAfe5AgSUvQLzwgLrzwKr5wIN/gWgtgLmuwKHvALPvALRvAL2vQLHwQKbwgLCwwLKwwLz5wLg6gIA

Conceito

Diferente do que nos acostumamos a ver (ou não) nos últimos tempos, essa lista de Xamã foca no valor dos lacaios e em tirar vantagem dos gritos de guerra, ao invés de “evoluir geral” e se não rolar, babau.

O deck é incrivelmente consistente e possui diversas ferramentas para sobreviver a agressão, como [Involução], [Portal da Voragem], [Chuva Curativa] e [Vulcão]. Além disso, tem recursos para ir longe no jogo como [Defensor da Colina] e [Serviçal de Kalimos], que geram cartas extras para o deck. [Elemental Murmurante], combinado com algumas dessas cartas, ou mesmo as cartas que geram Jades, como [Garras de Jade] (sim, ele funciona com o grito de guerra da arma também), [Espírito de Jade], [Aya Patanegra] ou [Chefe de Jade].

[Bagata] e [Involução] fazem os adversários – principalmente o Bruxo – sofrerem. [Vulcão] também faz um BELO estrago em mesas desfavoráveis, e costuma ser suficiente para virar a mesa a seu favor.

Cartas de Destaque

[Elemental Murmurante] – Faz seu próximo grito de guerra ser ativado duas vezes, e é fantástico junto à cartas que geram Jades ou recursos extras. Como o corpo dela é fraco, não é uma carta de mão inicial, costuma ser mais eficiente mais para o final do jogo, quando seus jades já estão maiores e você tem noção de quais recursos serão melhores ao longo do jogo.

[Garras de Jade] – Arma 2/2 que gera um jade, e ainda pode gerar dois, se combinada com [Elemental Murmurante]. Carta boa na mão inicial por fazer você ganhar tempo, podendo trocar a arma com um lacaio inimigo e gerando um lacaio para você.

[Involução] – Para quebrar sinergias e se livrar de mesas chatas, principalmente de Paladinos e Bruxos. Permite que você ganhe tempo, diminuindo o poder da mesa do oponente. É comum usar [Involução] e remoção no mesmo turno, para realmente eliminar os lacaios hostis. Também é boa para facilitar trocas ou limpar o caminho para atacar o herói adversário.

[Portal da Voragem] – Porque a meta está cheio de ‘recrutinhas’ 1/1, não é?! Mas junto ao totem de dano mágico, ela é capaz de causar dois de dano. Costuma facilitar trocas e ajudar no início do jogo. Além disso, gera um lacaio de uma mana.

[Chuva Curativa] – É impressionante o quanto esta carta é poderosa! Ela permite que você aguente mais dano, para tirar melhor proveito de suas remoções e fazer o oponente perder o gás.

[Defensor da Colina] – Gera mais lacaios com provocar e dificulta a vida do oponente. Os lacaios com provocar do Xamã costumam ser fortes e chatos de lidar – o que torna a carta (que tem maior propensão a encontrar lacaios de classe) ainda mais poderosa.

[Rastejante de Piche] – Elementais são importantes no deck e, no caso desse, o propósito é proteger você ou seus outros lacaios por um turno ou dois, assim como ativar as sinergias.

[Bagata] – Nas partidas contra Bruxo, por incrível que pareça, é melhor de ser usada nos [Demonarca]. Os [Senhor do Caos] não são complicados de lidar para o deck. Eles não batem forte e no turno que costumam descer seus elementais e jades já vão estar ‘bem grandes’.

[Espírito de Jade] – Outro elemental e, na curva quatro, ótimo para jogar antes do [Serviçal de Kalimos] e ativar seu grito de guerra.

[Raio Jade] – Além de causar quatro de dano em um inimigo, evoca um Golem de Jade para o oponente se preocupar.

[Serviçal de Kalimos] – Descobrir um elemental costuma ser bom, muito bom! As possibilidades são várias e as cartas de classe tem vantagem para aparecer… ai é aquela história: quanto mais [Espírito de Jade], melhor. Quanto mais [Kalimos, o Lorde Primevo], melhor também. 😉

[Thrall, o Necrovidente] – Porque evoluir lacaios fortes por duas manas costuma ser insano! Espera até seus Golens de Jade estarem maiores ou ter lacaios fortes na mesa. Você será recompensado. Depois disso, ainda é possível fazer trocas bacanas com seus lacaios mais fortes e “curá-los” ai evoluí-los com o poder heroico.

[Vulcão] – Causar 15 de dano na mesa toda costuma ser devastador, principalmente para o oponente. Não da pra jogar em volta dessa carta, o oponente precisa ir a mesa para te enfrentar e, quanto mais coisas você limpar melhor. As vezes compensa tomar um pouco de dano para ter uma limpeza mais poderosa no turno seguinte.

[Aya Patanegra] – Venham jades, venham!! Pois Golens são os melhores amigos das meninas! 😉

[Rezinga, o Treme-mundo] – QUE CARTA INSANA!!! Ela, combinada com qualquer lacaio com grito de guerra, é absurdamente forte!! Fazer [Espírito de Jade], [Serviçal de Kalimos], [Chefe de Jade] ou [Kalimos, o Lorde Primevo] voltarem para mão por um de mana é absurdo demais! Se o oponente não se ligar o jogo é ganho nessa hora e não tem como recuperar.

[Chefe de Jade] – O que é melhor que um Golem de Jade? Um Golem de Jade com provocar! É ideal de ser jogada quando seus golens já estiverem maiores e, se combinada com [Elemental Murmurante], melhor ainda.

[Kalimos, o Lorde Primevo] – Uma das minha lendárias favoritas, é ótimo ver ela em um deck novamente! As quatro escolhas que ela proporciona são fortes e podem ser insanas em várias partidas. Causar três de dano contra paladinos… curar 12 de vida… encher a mesa… a carta é fortíssima! E é divertidíssima!

Bom galera, o deck está realmente muito bacana! Fazia tempo que eu não me divertia tanto com uma lista. Vale a pena brincar!

Por hoje é isso galera! Até o próximo TopDecks!

“Bocejo” se apaixonou por Hearthstone em julho de 2014. De lá pra cá o relacionamento ficou sério, eles decidiram morar juntos e hoje vivem felizes para sempre. Já chegou ao lenda e fez 12 wins na arena diversas vezes. Costumava dizer que para “zerar" Hearthstone só faltava ganhar do Rase… mas agora que já ganhou, só resta mesmo sonhar com o mundial (do Rase, claro).