Por dentro do Card: Murozond, O Infinito.

Com todos os cards de ‘Despertar dos Dragões’ revelados, Murozond, o Infinito, veio como card lendário do conjunto de Sacerdote. Nesse artigo, vamos saber mais sobre quem foi esse dragão e o impacto dele.


Murozond é uma futura contra-parte do Aspecto do Tempo, Nozdormu, líder da Revoada Infinita. Usando a Ampulheta do Tempo, ele conseguiu interferir nos esforços de seu colega e enviar heróis ao passado, o que resultaria em uma mudança no futuro, no qual a serpente enlouquecida fez seu covil.

Agora vivendo fora do tempo, Murozond já foi o grande Dragão Nozdormu, o Eterno. Depois que os Titãs lhe mostraram sua própria morte, o atormentado Nozdormu foi enganado pelos deuses antigos para tentar subverter sua mortalidade. Como resultado, Nozdormu quebrou as linhas do tempo e criou o voo infinito do dragão… colocando em risco o futuro de Azeroth.

A Revoada Infinita

Sobre ti é cobrada a grande tarefa de manter a pureza do tempo. Saiba que há apenas uma verdadeira linha temporal, apesar de que há aqueles  que a teriam de outra forma. Você deve protegê-la. Sem a verdade do tempo como se deve desdobrar, mais será perdido do que se pode imaginar. A estrutura da realidade vai se desvendar. É uma tarefa pesada – a base de todas as tarefas deste mundo, pois nada pode transparecer sem Tempo.

Com essas palavras, Aman’thul abençoou o Aspecto de Bronze, Nozdormu, para que ele controlasse o tempo em Azeroth, com tamanha responsabilidade e medo, os Titãs deram uma “benção” única ao Aspecto, ele sabia exatamente quando e como iria morrer.

A revoada do dragão infinito é formada a partir de membros corrompidos dos dragões de bronze. Seu único objetivo é destruir a única e verdadeira maneira do tempo e ajudar os Deuses Antigos a realizar a Hora do Crepúsculo. Suas razões para fazê-lo não são totalmente claras, mas é sugerido que é para parar um destino ainda pior. Os infinitos são liderados por Murozond, a futura versão corrompida de Nozdormu.

Depois que os titãs mostraram a Nozdormu sua própria morte, seu eu atormentado do futuro foi enganado pelos Deuses Antigos para tentar subverter sua mortalidade. Esta foi uma tentativa de apagar Thrall da história, para que ele não fosse capaz de parar a Hora do Crepúsculo. Como resultado, Nozdormu (conhecido como Murozond, uma criatura fora do tempo) quebrou as linhas do tempo e criou o infinito vôo do dragão, comprometendo o futuro de Azeroth tentando mudar os eventos passados.

Durante os eventos da Legião Ardente, o voo infinito sob o comando de Murozond aparece em duas instâncias das Cavernas do Tempo, tentando impedir que eventos cruciais na história de Azeroth ocorram. Em um deles eles interrompem a fuga de Thrall sequestrando Taretha Foxton, pois se ele nunca tivesse escapado de Durnholde, nunca seria capaz de reconstruir a Horda, libertar seu povo dos campos de internação e liderá-los na batalha contra a Legião Ardente durante a Terceira Guerra. Assim, Azeroth teria sido destruída.

Ao abrir o Portal Negro, os infinitos tentam impedir que Medivh abrisse o portal e permitindo que a Horda Orc invadisse Azeroth. Embora isso tivesse evitado muitas mortes, também faria com que as nações humanas nunca se unissem para formar a Aliança, e assim não haveria ninguém que se opusesse à Legião Ardente anos depois.

Em Nortúndria, o infinito pode ser visto lutando contra os dragões de bronze “através do tempo” pelo controle do Santuário do Dragão de Bronze, no Ermo das Serpes. Durante o Mistério do Infinito, Chronormu enviou aventureiros ao santuário para identificar o líder dos infinitos usando a Ampulheta da Eternidade. No final da missão, a ampulheta revela Nozdormu, há muito perdido. Chronormu diz que está feliz por o Aspecto de Bronze estar vivo e bem. Ela acrescenta que ele saiu sem dizer ao resto do voo “para onde ou quando” ele estava indo.

Os infinitos também aparecem na masmorra de Stratholme, tentando interromper a linha do tempo, impedindo que Arthas Menethil expurgue a cidade.

Após o cataclismo, Occulus, um dos dragões de bronze que vigiava a entrada das Cavernas do Tempo em Tanaris, tornou-se corrompido e se transformou em um dragão infinito.

Durante os eventos de Thrall: Crepúsculo dos Aspectos, Nozdormu finalmente se revela para Thrall e para toda a Revoada Dragônica como o criador e líder do voo infinito de dragões. Ele continua afirmando que em um futuro crescente, ele se torna o “Mestre” mencionado por muitos agentes infinitos. Sua ausência por um período considerável de tempo foi devido à investigação de sua transformação, fazendo com que ele se perdesse nos prazos e incapaz de retornar ao momento presente devido às manipulações dos Deuses Antigos. 

Para recuperar a Alma Dragônica – a única coisa capaz de parar o Asa da Morte – do passado distante, Nozdormu e um grupo de aventureiros viajam para o Fim dos Tempos, em uma visão do que seria Azeroth, em um futuro distante, se Asa da Morte não fosse interrompido. Lá, a anomalia que impede Nozdormu de acessar o passado é revelada como Murozond – o futuro corrompido de Nozdormu. Depois que Murozond é morto pelos aventureiros, Nozdormu diz a seus aliados mortais: “Finalmente, aconteceu. O momento da minha morte. O loop está fechado. Meu eu futuro não causará mais danos. Ainda assim, no futuro, eu vou … cair na loucura. E vocês, heróis … vão me derrotar. O ciclo será repetido. Assim vai. O que importa é que Azeroth não caiu; que a humanidade sobreviveu a viver outro dia. Tudo o que importa … é esse momento.”

Curiosidades

O infinito parece ter sua origem em uma facção de dragões de bronze descontentes que acreditam que devem mudar a história para criar um futuro melhor, apesar de terem perdido o poder de perceber todo o impacto que essas mudanças poderiam ter na linha do tempo. Kairozdormu era membro dessa facção e também era capaz de chamar infinitos dragões para ajudar a Presa do Dragão na libertação de Garrosh.


Mais uma vez a lendária de Sacerdote nos remete a brincadeiras com dragões que controlam o tempo, o que será que a Blizzard está tramando para nossa querida classe? Vamos apenas sentar e conferir o impacto que Despontar dos Dragões causará no meta, estão ansiosos? 

Eu amo e defendo a classe de Sacerdote em qualquer jogo que eu pise, caso não vejo a luz, eu escolho ser um mago que sabe que inteligencia é poder. Jogo Hearthstone desde o beta mas ainda sim não peguei o famigerado rank Lenda. Metido a escritor de lores e fico fantasiando sobre qual será a próxima expansão sempre que a Blizzard anuncia a última.