Relembrando o Trono de Gelo, O Lich Rei e sua turma

Finalmente, nenhum rei reina para sempre, meu filho.

Os Cavaleiros do Trono de Gelo é a sexta expansão para Hearthstone, apresentando o décimo novo conjunto de 135 cards colecionáveis e o novo herói [Príncipe Arthas]. A expansão foi lançada em 10 de agosto de 2017 na região das Américas e 11 de agosto de 2017 nas regiões da Europa e Ásia. 

Campo de batalha do Trono de Gelo

Situado nos desertos congelados de Nortúndria e nos corredores frígidos da Cidadela da Coroa de Gelo, a expansão mostra cada uma das nove classes do jogo abraçando o poder do flagelo. Com isso, eles se tornaram Cavaleiros da Morte, ficando a serviço do poderoso Lich Rei. A expansão apresenta os cards de herói ao jogo, um tipo de card que substitui o herói do jogador e seu Poder Heroico, além da introdução da mecânica de Roubar Vida.

Esta é também a primeira expansão a apresentar missões, um novo tipo de conteúdo single-player gratuito. No total são oito missões, que levam o jogador pela Cidadela da Coroa de Gelo, culminando em uma batalha com o próprio Lich Rei. 


As Missões

Os primeiros passos que você fará para se juntar aos Cavaleiros do Trono de Gelo são dentro da Cidadela da Coroa de Gelo. Lá você enfrentará oito missões. Já no Prólogo, e depois, você prossegue através de grandes batalhas com os habitantes mais poderosos do lugar, o seu julgamento culminará num confronto com [O Lich Rei]!

As recompensas recebidas ao completar todas as missões são de três pacotes de cards da expansão. Se o jogador for capaz de derrotar o Lich Rei com todas as nove classes, ele recebe a skin de herói  do Paladino alternativo, o [Príncipe Arthas]. 


[O Lich Rei]

A história do Lich Rei é trágica. Falamos aqui de uma de suas personificações, Arthas Menethil. Ele era um jovem herói, disposto a assumir qualquer risco e empregar qualquer coisa para salvar seu povo. O medo e o desespero levaram-no a empunhar Gélido Lamento, e com ela uma maldição. O mal na lâmina o consumiu, colocando-o no caminho de se tornar um dos seres mais poderosos e horripilantes da existência: [O Lich Rei].

Como Lich Rei, ele manifesta sua força no mundo físico como o mais forte dos Cavaleiros da Morte – comandando o poder sobre o sangue mortal, o gelo congelante e a corrupção profana. Se isso não bastasse, ele também controla o vasto exército de mortos-vivos conhecido como o Flagelo..

Ele e seus lacaios representam uma das maiores ameaças à vida em Azeroth. Em primeiro lugar entre os seus lacaios: os Cavaleiros da Morte!

No Mundo de Warcraft

Lich Rei é o semideus governante do Flagelo, um exército massivo e voraz de monstruosidades de mortos-vivos, espíritos insidiosos e cultistas mortais. O primeiro Lich Rei foi criado quando o xamã Orc Ner’zhul, ex-mentor de [Gul’dan], foi capturado pelo lorde demoníaco Kil’jaeden. Ele foi transformado em uma entidade espectral e envolto em um bloco chamado de Trono de Gelo. Sua tarefa era criar uma Praga da Morte, para causar estragos nos habitantes de Azeroth, enfraquecendo o mundo e preparando-o para a invasão da demoníaca Legião Ardente.

A Gélido Lamento

Quando a praga começou a afetar o reino de Lordaeron, o jovem príncipe Arthas Menethil partiu com seu mentor, Uther, e interesse romântico, Lady Jaina Proudmoore, para investigar. No entanto, a determinação dele em parar a praga levou-o a cometer atos cada vez mais desesperados. Atos esses que incluíram o expurgo da cidade de Stratholme.

E foi lá que ele encontrou Mal’Ganis, que se apresentou como o líder dos mortos-vivos e convidou o príncipe a persegui-lo até o continente gelado. Já em Nortúndria, Arthas empunhou a amaldiçoada Gélido Lamento, apesar das advertências de Muradin Barbabronze (irmão de Magni e Brann). Embora a espada tenha auxiliado na derrota de Mal’Ganis, ela espada consumiu a alma de Arthas, e ele se tornou um cavaleiro da morte do Lich Rei.

Ele voltou a Lordaeron, e lá ele se tornou o assassino do próprio pai. Além disso, ele liderou o Flagelo em sua devastação dos reinos de Lordaeron, Dalaran e Quel’Thalas. Eventualmente, Arthas retornou a Nortúndria para se fundir com Lich Rei em uma única entidade, mas foi envolvido no Trono de Gelo e caiu em dormência por anos. Enquanto isso, seus lacaios construíram a Cidadela da Coroa de Gelo ao redor de seu trono, e seus vários deles continuaram realizando sua vontade através de Azeroth.

Despertar

Anos depois, o Flagelo se levantou mais uma vez para ameaçar Azeroth. Aliança e a Horda, bem como a Cruzada Argêntea e os Cavaleiros da Lâmina de Ébano, lançaram seus exércitos em Nortúndria para combater as forças de Lich Rei. Após uma campanha longa e cansativa, a Cruzada Argêntea e a Lâmina de Ébano lançaram um ataque à Cidadela da Coroa de Gelo. Assim que os heróis começaram seu ataque, Arthas congelou Tirion em um bloco de gelo, forçando-o a assistir a batalha impotente. Eventualmente, o Lich Rei matou todos os aventureiros com um único ataque devastador e começou a criá-los como cavaleiros da morte do Flagelo, proclamando:

Nenhuma pergunta permanece sem resposta. Não há dúvidas. Você é o maior campeão de Azeroth. Você superou todos os desafios que eu coloquei diante de você. Meus servos mais poderosos caíram diante de seu ataque implacável… sua fúria desenfreada… É verdadeiramente a justiça que leva você? Eu me pergunto… Você os treinou bem, Fordring. Você entregou a maior força de combate que este mundo já conheceu… diretamente em minhas mãos – exatamente como eu pretendia! Você será recompensado pelo seu sacrifício involuntário. Observe agora enquanto eu os elevo dos mortos para me tornar senhores do Flagelo. Eles vão encobrir esse mundo em caos e destruição. A queda de Azeroth chegará às suas mãos – e você será o primeiro a morrer. Eu me delicio com a ironia.

Tirion, abençoado pela Luz, libertou-se e saltou para despedaçar o Gélido Lamento com sua espada, a Crematória. Os espíritos que haviam ficado presos na Gélido Lamento atacaram seu ex-carcereiro, enquanto o espírito do pai de Arthas, o rei Terenas, ressuscitou os heróis, permitindo-lhes acabar com o Senhor do Flagelo.

Arthas, derrotado, caiu nos braços de seu pai, dizendo que viu “apenas trevas” diante dele. No entanto, como o Flagelo se tornaria uma ameaça e um tumulto ainda maiores em todo o mundo se não fossem controlados por um governante, [Bolvar Fordragon] assumiu o manto do Lich Rei para manter o Flagelo contido.

Os Cavaleiros da Morte em Hearthstone

As nove classes caíram sob o domínio do Lich Rei, perdendo suas almas, mas ganhando poderes extraordinários. Ao serem jogadas, as novas cartas de heróis lendárias transformam seus heróis normais em terríveis Cavaleiros da Morte!

No Mundo de Warcraft

Pelo Lich Rei!

Os Cavaleiros da Morte originais foram criados para Orgrim Doomhammer por Gul’dan, como poderosos soldados. Eles tiveram as almas dos bruxos mortos do Concílio das Sombras inseridas em seus cadáveres. Ao contrário dos modernos cavaleiros da morte do Flagelo, esses demônios macabros não eram guerreiros endurecidos pela batalha; eles eram necromantes insidiosos que possuíam intelecto superior e tremendo poder mágico. Eles freqüentemente favoreciam o uso de táticas terroristas e reanimavam os cadáveres de soldados inimigos que caíam na batalha para servi-los como lacaios mortos-vivos estúpidos. A maioria deles foi destruída durante e depois da Segunda Guerra, ou morta pela Aliança ou transformada em liches por Kil’jaeden.

Anos após a destruição de Draenor, o imensamente poderoso Lich Rei criou uma nova geração de Cavaleiros da Morte: guerreiros malévolos, guerreiros de runas, do Flagelo. O primeiro e maior deles foi o campeão escolhido por Lich Rei, o príncipe Arthas Menethil. Outrora, ele foi um poderoso Paladino da Mão de Prata, que sacrificou sua alma para reivindicar a Gélido Lamento em uma tentativa desesperada de salvar seu povo. O resto era composto principalmente de outros guerreiros caídos ou paladinos cujas almas estavam distorcidas e ligadas à vontade do Trono de Gelo. Diferentemente dos cavaleiros da morte de Gul’dan, esses campeões obscuros possuíam força profana, no entanto, eles não possuíam livre-arbítrio e suas mentes estavam inexoravelmente entrelaçadas e dominadas pela vasta consciência do Lich Rei. Apesar dos pesados custos do livre-arbítrio, alguns mortais poderosos estavam intrigados com a promessa de imortalidade e empenhavam suas almas livremente no serviço do Lich Rei para alcançá-lo.

O Flagelo

Os Cavaleiros da Morte podem ser combatentes cruéis, mas são apenas uma pequena fração do monstruoso exército do Lich King. As legiões do Flagelo são um zoológico de seres vivos mortos-vivos, de ghouls e zumbis humildes a abominações imensas e indescritíveis que foram costuradas a partir da carne de incontáveis vítimas. Os exércitos cheios de mortos-vivos são tão horríveis quanto mortais – então você pode esperar encontrar algumas habilidades poderosas entre eles!


Como cada Herói de Hearthstone ficou com o poder do Lich Rei?

 

[Jaina, a Lich do Gelo] é a versão de
[Jaina Proudmore]

A associação de Jaina com a magia do gelo e os elementais da água, tanto na morte quanto na vida, sugere fortemente uma associação com a especialização do Cavaleiro da Morte Gélida.

Combinando proezas marciais com o frio sobrenatural, a cavaleira da morte congelada deixa seus inimigos gelados até os ossos – e quebram a vontade de lutar. Ao contrário dos magos que aprendem a aproveitar a magia das geadas com grande efeito, esses cavaleiros da morte nascem dela, o tempo agitando seus corações em decomposição.

 

[Gul’dan, o Furtassangue] é a versão de
[Gul’dan]

O vampirismo do Furtassangue, bem como seu título e aparência, sugerem fortemente uma associação com a especialização do Cavaleiro da Morte do Sangue.

Na morte, alguns Cavaleiros da Morte encontram uma afinidade especial pelo sangue e ossos dos vivos. Eles entram em seus inimigos, sustentando-se com ataques sanguíneos mortais, enquanto usam os restos sangrentos dos mortos para fortalecer suas próprias defesas. Esses cavaleiros encharcados de vermelho encurvam as regras da mortalidade para controlar as linhas de frente do campo de batalha.

[Rexxar, o Sicário] é a versão de
[Rexxar]

Quando a caça de Rexxar chegou ao fim prematuro, ele foi ressuscitado como o Sicário Rexxar. Quando jogado, ele dispara uma rajada de flechas – causando dois de dano a todos os lacaios inimigos – e substitui seu herói, concedendo cinco de armadura e mudando seu Poder Heróico para: Construa um Zumbicho. Isso permite que Rexxar junte um novo e horripilante monstro unindo partes de dois ex-companheiros animais. A nova criação combina todas as estatísticas de ambas as criaturas que ele costurou; custo de mana, ataque, vida e texto do card. A abominação bestial é então adicionada à mão do Rexxar para depois ser solta em um infeliz inimigo. De fato aterrorizante! Claro, existem muitas outras ameaças encontradas no Flagelo.

 

[Malfurion, o Pestilento] é a versão de
[Malfurion Tempesfúria]

Ele abandonou completamente o caminho tradicional do Druida e sua associação com animais. Ao invés disso, adotou completamente a disseminação de pragas através de insetos. 

Embora livre do alcance do Lich Rei, alguns Cavaleiros da Morte ainda incorporam a natureza, mas corrupta pela praga do Flagelo que uma vez ameaçou consumir Azeroth. Não importa sua lealdade ou causa, eles permanecem Profanadores da vida; e em nenhum lugar a sua insensibilidade é mais exibida do que quando ameaçada. Infladores das doenças mais agressivas – e mestres de criar lacaios profanos do chão – esses cavaleiros mortais profanos são cruéis combatentes corpo a corpo, capazes de atacar com a força de uma legião de mortos-vivos e liberar pestes que arruinariam seus inimigos.

[Senhor do Flagelo Garrosh] é a versão de
[Garrosh Grito Infernal]

Senhor do Flagelo Garrosh passou por várias ‘re-designs’ durante o desenvolvimento de Cavaleiros do Trono de Gelo. Um deles, chamado “Garrosh, Hollow Armorfiend”, o viu como uma carta de  três manas com o efeito “Convoque uma Casca de Carne com Ataque e Vida igual à Saúde do seu herói. A vida máxima do seu herói é agora um.”. Um projeto posterior o viu como uma carta de oito manas, com o efeito “Dê suas armas +3 Durabilidade onde quer que estejam.

Mas por fim, o Cavaleiro Garrosh, se tornou o senhor de flagelo e empunha a Lamento Sombrio, uma arma 4/3 que causa dano a um lacaio e seus adjacentes.

[Anduin, o Ceifador Sombrio] é a versão de
[Anduin Wrynn] 

Anduin, o Ceifador Sombrio passou por vários ‘re-designs’ durante o desenvolvimento da expansão. Um projeto inicial viu a carta como “Anduin, o Defiler”. Ele teria nove de mana com o efeito de “Grito de Guerra: Evoque o lacaio inimigo de maior custo que morreu neste jogo.” Mas a versão final também tem um Grito de Guerra poderoso. Ela é capaz de limpar o campo de vários lacaios poderosos. Se você espera que seu oponente evoque grandes lacaios, é melhor adiar usá-lo até que seja a hora certa.

 

 

[Thrall, o Necrovidente] é a versão de
[Thrall]

Os guerreiros mortos-vivos congelados empunham lâminas duplas para atacar com ferocidade e infligem um frio mortal a quem quer que esteja contra eles.

Assustadoramente, Thrall pintou uma máscara de caveira branca em seu próprio rosto. Na cultura orc, essa era uma prática usada pelos xamãs para marcar certos aprendizes fracassados como “mortos” para seu povo. Foi notavelmente usado pelos orcs corrompidos pelo Vácuo e por Ner’zhul, que um dia se tornaria o primeiro Lich Rei.

[Uther da Lâmina de Ébano] é a versão de
[Uther, o Arauto da Luz]

Os Cavaleiros da Lâmina de Ébano são uma organização de renegados Cavaleiros da Morte. Livres das garras do Lich Rei, eles se reagruparam sob a bandeira do Lorde Darion Mograine. Agora eles lutam contra a Legião Ardente ao lado de outras ordens. Durante sua terceira invasão, e seu salão de ordens é a necrópole flutuante de Acherus.

Os Cavaleiros convocados por Uther são, de fato, os novos Quatro Cavaleiros. Eles foram criados pelos Cavaleiros da Lâmina de Ébano sob as ordens do Lich Rei, Bolvar Fordragon. O esquema de cores azuis geladas de Uther sugere uma associação com a especialização do cavaleiro da morte de gelo.

[Valira, a Nefasta] é a versão de
[Valira Sanguinar]

Um dos designers de Valira como Cavaleira da Morte

 

Este card passou por vários testes durante o desenvolvimento da expansão. Originalmente era “Valira, Mestra das Sombras”. Ela custaria oito de mana, e teria atraído seis cartas para ambos os jogadores. Além disso, seu poder do herói  seria: “Descobrir um segredo de qualquer classe”.

 

 

Hearthstone atualmente

Nesse ano do dragão, estamos vendo as antigas expansões voltar a dominar o cenário. Vocês gostariam que o Trono de Gelo voltasse? E se ele trouxer ainda mais cards de heróis e mecânicas que seriam inovadoras ao jogo? Ficaremos ligados e esperaremos o que a Blizzard vai trazer pra gente, nos vemos em breve!

Eu amo e defendo a classe de Sacerdote em qualquer jogo que eu pise, caso não vejo a luz, eu escolho ser um mago que sabe que inteligencia é poder, falando em poder, eu não temo ele mas sim aqueles que o possui. Jogo Hearthstone desde o beta mas ainda sim não peguei o famigerado rank Lenda. Metido a escritor de lores e fico fantasiando sobre qual será a próxima expansão sempre que a Blizzard anuncia a última.