Hearthstone

Entrevista MdE: Garifar

Outro player brasileiro que teve uma bela participação no HCT foi Garifar! O player da INTZ foi longe no campeonato, avançando para o segundo dia do evento, e causou uma certa apreensão entre diversos participantes por causa de sua lineup agressiva.

Bora pra entrevista!

B: Qual foi a sensação de ver a comunidade em peso colocando seu tema na foto do Facebook?
G: No começo comecei a ver meu celular enchendo de fotos, ai quando abri o Facebook eu acabei vendo geral colocando esse filtro, achei bem engraçado e legal o pessoal torcer por mim.

B: Você está novamente entre os melhores da América. Tua lineup era favorável contra três dos que conseguiram a vaga (Rase, Kllinallday e Nalguidan). Podemos dizer que teu foco foi em bater a lineup mais forte?
G: Sim, meu foco era bater em Ladino Missão podendo bater em Bruxo Cubo, e também podendo ganhar contra Mago Tempo, caso encaixasse a ordem das partidas.

B: Logo na primeira partida você enfrentou o Perna, outro jogador brasileiro muito querido pela comunidade. Na hora rola alguma sensação diferente ou o foco é sempre no jogo mesmo?
G: Nunca é legal enfrentar um compatriota logo na 1° rodada, pois você sabe que se perder na 1° rodada diminui muito suas chances de chegar ao top 8, porem o foco tem que ser o mesmo, sempre tentar jogar o melhor possível. Sorte que minha composição era favorável a dele e acabei ganhando a serie.

B: De onde veio a tag “Garifar”?
G: Há 12 anos atras eu jogava aqueles Pokémon online que imitavam o Gameboy. Criando uma conta nova eu queria colocar o nome de Gary, porem esse nome obviamente já existia, então o próprio site sugeriu três opções e Garifar foi a primeira delas, as outras continham números aleatórios,  então acabei adotando Garifar.

B: Quantas mil vitórias de caçador? E no total?
G: Tenho cerca de 1959 com Caçador, minha segunda classe com mais vitorias, e 16602 vitorias no total.

B: Seu time, a INTZ está na final do IGN Brasil by Old Spice contra a Vivo Keyd, que vocês já venceram durante o torneio. Primeiro, parabéns por mais essa final! Quer contar a tática secreta que vocês vão utilizar ou prefere mandar um recado pra torcida? 😉
G: Bom, não podemos revelar o que estamos planejando levar, mas para esse torneio é preciso fazer três lineups consistentes com uma estrategia bem planejada, para o caso de perder uma serie, e isso não comprometa a disputa. Meu recado é que espero a torcida de todos vocês no sábado para mais uma vez ganharmos! #GOINTZ

B: Qual o seu deck preferido pra jogar? E qual o favorito para enfrentar?
G: Nos últimos três meses andei jogando muito de Spell Hunter, um baralho que gosto muito atingindo um t200 e t100 com ele. Atualmente, com esse meta atual, ando jogando contra baralhos mais agressivos e que disputam board. Um exemplo é o Xamã par, então prefiro enfrentar Ladino Missão.

B: Qual o seu nerf favorito?
G: Olha meu nerf favorito foi algo entre o [Lacaio Possuído] e o [Chamado às Armas]. Acho q o segundo é o meu favorito, pois agora ele deixa o Paladino Par um pouco inconsistente.

Muito obrigado Garifar! GL HF, sempre!

Decks

Caçador Face
AAECAR8CrwSe+AIOoQKiAqgCtQOSBe0GlwjbCf4Ml8EC3cIC68IC4eMCi+UCAA==

Mago Aggro
AAECAf0EBO0Flga/CKLTAg1xuwKVA6sEtATmBJYF7AXBwQKYxAKP0wL77ALv8QIA

Paladino Murloc
AAECAZ8FCMUDrwSvB7PBArnBAoPHArjHAtHhAgvbA6cF8gWnCLEIncICscIC48sC+NIC1uUC3oIDAA==

Ladino Ímpar
AAECAaIHBrICrwSBwgLTxQLKywKe+AIMjAKiAssD1AX1Bd0In8IC68ICysMC0eECi+UCpu8CAA==

“Bocejo” se apaixonou por Hearthstone em julho de 2014. De lá pra cá o relacionamento ficou sério, eles decidiram morar juntos e hoje vivem felizes para sempre. Já chegou ao lenda e fez 12 wins na arena diversas vezes. Costumava dizer que para “zerar" Hearthstone só faltava ganhar do Rase… mas agora que já ganhou, só resta mesmo sonhar com o mundial (do Rase, claro).