#Hearthstone,  blizzard,  blizzcon,  Card Game,  Cards,  carta,  entrevista,  Hearthstone,  HS

Blizzcon 2021: Entrevista com equipe de Hearthstone

Liv Breeden e Joseph Killion nos receberam na entrevista coletiva com os desenvolvedores de Hearthstone, onde falamos um pouco sobre as novidades anunciadas e pudemos fazer algumas perguntas livres sobre o jogo, focando nos anúncios da Blizzcon.

A escolha do tema foi pensando em algo contínuo, para se criar um enredo para uma história com continuação, no novo ano do Grifo. Sendo assim, Forjado nos Sertões é o início de mais uma aventura de Hearthstone. Provavelmente serão três capítulos, pois são três expansões lançadas por ano, uma a cada quatro meses normalmente: abril, agosto e dezembro.

Joseph Killion disse que eles testaram muito para obter as interações e saber como isso tudo vai funcionar, pois é a primeira vez que fazem algo assim. Ele disse isso se referindo a palavra-chave nova, Frenesi* e os Feitiços Graduais**. Isso vai ser com um quebra cabeças para os jogadores, para escolherem como isso será feito, disse Killion. “Sobreviver ao dano e ficar mais forte tem tudo a ver com a Horda”, disse Liv Breeden.

Sobre um modo multiplayer, disseram que eles ainda tem muito o que explorar, pensar em coisas cooperativas ou de outras formas, mas que não tem nada concreto para divulgar. 2021 é considerado pela equipe do jogo o melhor ano para se jogar Hearthstone, por causa das novas coleções gratuitas, a trilha de recompensas, campos de batalha, etc., que são incentivos para os jogadores.

Feitiços Graduais

Os novos feitiços deram uma nova possibilidade ao jogo, podendo ser jogados mais no início da partida, com custo e efeito bons, ou esperar para jogar mais para frente, com efeitos melhores. São novas sinergias, sempre tentando manter o balanceamento e deixar o entendimento sobre o card simples. Inclusive, foi comentado sobre a construção dos cards, efeitos, text flavors, tudo isso é pensado para que o jogo seja mais intuitivo.

Modo Mercenários

É um projeto novo, baseado em RPG/estratégia, onde se faz um time para iniciar uma aventura. Serão dez mercenários, baseados nos heróis de Warcaft, que terão interações entre eles, e no futuro pretendem lançar novos mercenários.

Cards e Novos Modos de Coleção

A equipe pensou em maneiras de se manter a coleção nova, sempre vinculada à antiga, e a rotação/modificação dos cards foi a maneira mais interessante que eles perceberam da fazer isso. Essas mudanças vão trazer grandes benefícios ao jogo e novas maneiras de se fazer coisas novas”, disse Liv.

A mudança nas coleções, que removem as coleções básica e clássica, para os conjuntos Legado e Essencial, vem para tornar os cards do modo padrão mais relevantes. Todos os anos serão revisitados cards que já foram para o formato Livre. Segundo Liv, trazer cards das coleções antigas que vão contribuir com as novas é o objetivo dessas mudanças. Os Dragões, por exemplo, não foram tão modificados, mas são novos, e que estão muito legais.

 

 

 

 

 

 

Novos jogadores

A inserção do formato de jogo Clássico, foi pensada para os jogadores que iniciaram sua jornada em Hearthstone no lançamento. Alguns deles já não visitam o jogo faz algum tempo, e isso pode ser uma maneira legal de relembrarem suas jornadas no jogo. O modo Livre tem cards demais, já mudou muito, e a experiência de jogo inicial, já não é a mesma nem nele.

Forjado nos Sertões

Com tanta mudança chegando junto com a nova coleção, a equipe diz que se preocupa com tudo sobre o jogo, já que qualquer coisa interfere diretamente no que já existe e no que será feito ainda. Os sets tem sido feitos levado em conta o Meta do jogo. São pensadas maneiras em que cada classe tenha decks sendo usados, e que esta nova maneira de rotacionar vai contribuir muito com isso. “Cada vez podemos analisar como está o jogo e criar coisas novas sobre as classes e arquétipos”, disse Joseph.

Celular

Foi questionado o funcionamento do jogo no celular, que mantém seus efeitos visuais também nos aparelhos, e que isso causa travamento em alguns casos. A resposta da equipe é que os efeitos fazem parte da jogabilidade, que mostram aos jogadores mais detalhes sobre o que estão fazendo, mas que eles tem pensado em maneiras de achar uma solução para esses problemas, porém não podem remover os efeitos.


*Frenesi, onde os efeitos são ativados na primeira vez que um lacaio sobrevive a dano.
**Feitiços Graduais,  que se fortalecem conforme o ganho de Cristais de Mana. 

Escolho Druida em qualquer jogo, sem pensar duas vezes. Sou jornalista de formação e de coração, e descobri aqui, neste Mundo de Eluna, meu cantinho para desenvolver textos gamers e com outros assuntos que gosto. Peguei ranque legend em HS, já fiz 12 wins na arena, e continuo procurando raides no WOW quando dá tempo.