Boletim do Meta Semanal

O Boletim do Meta, em sua 150ª versão, é baseado nos dados do site Vicious Syndicate! Lembrando aos jogadores que, se puderem (e quiserem) fazer parte da coleta de dados do site e também de outros, ajudando os sites de estatísticas, acessem nosso post que explica como fazer isso

Ladino Galakrond e Highlander subiram no jogo. A lista Galakrond se provou poderosa e confiável, enquanto a Highlander ganha destaque devido às histórias de sucesso individuais. Já em relação ao Guerreiro, quanto mais alto você sobe a ladder, mais você o vê, chegando ao Lenda, onde é quase tão popular quanto o Caçador Dragão e Highlander juntos.

Com o declínio do Caçador, a queda de Druida parou. Apesar de ser usado em todos os ranques, o Caçador perdeu grande espaço com os decks Galakrond se tornando os principais.

Mago parece estar estável, e provavelmente precisa de uma queda maior do Caçador para recuperar o fôlego. Sacerdote Ressurreição e Paladino Meca são relevantes no caminho ao lenda, mas fora de lá, eles não tem espaço. Bruxo e Xamã estão em uma péssima fase, esperando o novo ano, e nova expansão, para encontrarem um local pra brilhar de novo.

Clique nas imagens abaixo e confira os decks, códigos
e mais informações sobre as classes

Aos sábados temos o BOLETIM DO META, do modo Padrão. Segunda é dia da respectiva TIER LIST. Já nas terças e quintas temos a coluna TopDecks.

O Boletim do META WILD, não tem data definida, mas conforme novas informações aparecem, publicamos as novidades. Além disso, temos diversos guias sobre o jogo, além de histórias sobre alguns dos personagens, no Café com Blizz.

meta hearthstone semanal - CLASSE Druida meta hearthstone semanal - CLASSE Cacador meta hearthstone semanal - CLASSE Mago

meta hearthstone semanal - CLASSE Paladino meta hearthstone semanal - CLASSE Sacerdote meta hearthstone semanal - CLASSE Ladino

meta hearthstone semanal - CLASSE Xama meta hearthstone semanal - CLASSE Bruxo meta hearthstone semanal - CLASSE Guerreiro


Boletim do Meta 149

Caçador é mais popular em toda a ranqueada, enquanto Ladino está mais popular na lenda. Os decks Ladino Galakrond e Caçador Dragões mantiveram seu ímpeto, tomando o lugar dos decks Highlander de suas respectivas classes. Já o Guerreiro Galakrond Warrior está ganhando força, especialmente no Lenda, e a lista Highlander da classe está em declínio depois de não impressionar por mais de uma semana.

Mago Highlander está mais popular, assim com o Sacerdote Ressuscitar e não parecem que vão a lugar algum. Druida está decaindo, e continua com o Big diminuindo mais rápido e o Quest com um pouco mais espaço. 

Paladino Meca parece estável e deve continuar sendo uma opção competitiva para a classe na meta atual. Já o Bruxo e o Xamã estão na Espiral Etérea, esperando serem chamados a realidade do Meta de novo e terem forças pra lutar contra as outras classes mais uma vez.


Boletim do Meta 148

Começaremos as notícias dessa semana “ao contrário” pois citamos com pesar que Xamã foi tão modificado, perdeu tanto com os nerfs e cards novos, que está praticamente fora do Meta. Bruxo tinha reagido, mas as mudanças também foram demais pra ele, e a classe se mantém em um certo marasmo.

Enquanto isso, Mago parece mais estável, parando de ter uma subida, com sua lista Highlander. Paladino Mecanoide também deu uma estagnada, e até uma diminuída em números na ladder, e isso acontece devido a ascensão do Guerreiro. E pra completar esse trio, Sacerdote Ressuscitar também está meio parado, mas pode se desenvolver com o aumento dos Guerreiros.

Ladino está aumentando para cerca de 20% no Lenda, devido a diminuição dos Druidas, que estão em transição, mudando a preferência dos usuários da classe para o deck Missão. Já o Guerreiro, como citado antes está crescendo. Sua lista Galakrond foi modificada, e as mudanças surgiram um efeito bem positivo. Caçador está ainda muito forte, mas também em fase de mudança de preferências, em relação as listas. O deck Dragão fica no lugar do Highlander no momento.


Boletim do Meta 147

Como era de se esperar, o Caçador Dragão é o deck top 1 dessa temporada de Hearthstone, com apenas o Paladino Mecanoide de counter consistente. Druida Big perdeu seu espaço, como já parecia que ia acontecer mesmo, tudo isso devido a sua tirania, que trouxe vários counters a ladder.

A taxa de vitórias do Guerreiro Galakrond está em alta, já que ele se beneficiou do declínio de seu maior inimigo, o Druida. Outra lista Galakrond beneficiada com as mudanças foi a de Ladino, mas os usuários da lista devem se preocupar caso o Quest Druida desapareça.

Enquanto isso, o Mago Highlander aumentou em jogo, e em sua taxa de vitórias na lenda. Mas, no momento, o meta ainda é extremamente hostil ao deck. Sacerdote Ressuscitar parece melhorar no ritmo em que a variante não-missão está assumindo o arquétipo. O Bruxo parece estar voltando aos tempos em que era uma classe de um arquétipo só. Já o Xamã, este sim sofreu “bulling” nesse Meta e segue em seu canto, esperando uma oportunidade de voltar a ver jogo.


Boletim do Meta 146

Finalmente todos os capítulos da aventura foram lançados e a coleta de dados do Meta começa a ficar mais completa e estável a partir da semana que vem. 

A mudança da semana passada pra cá foi o crescimento de Caçador, em resposta à tirania que o Druida estava exercendo, que é natural no Meta: um deck sobe, outro para batê-lo é otimizado e acaba tomando seu lugar. Sendo assim, Druida teve um pouco de queda e o Caçador está subindo, principalmente após a inclusão dos últimos cards da aventura.

Paladino, com sua lista Mech, parece não ligar muito pro que acontece ao seu redor e continua popular e firme/forte, sem se alterar. Assim como o Paladino, se mantém o Ladino, com suas listas rodando sem muitos impasses. O Bruxo vê alterações e subidas e descidas em seus arquétipos já que suas características são tão diferentes, cada mudança do meta modifica o que está mais forte ou fraco. Sacerdote também está em fase de mudanças e aprimoramentos.

Mago, Guerreiro e Xamã estão estagnados e não tem muito o que se dizer sobre, a não ser que alguém descubra algo muito fora da caixa, ou a rotação e nova expansão traga algo muito bom pra eles, as classes estão paradas.


Boletim do Meta 145

É inegável a subida do Druida, com números de representatividade próximos aos 30%, o que é bem alto. Em resposta à isso o Ladino desce, mas mantém seu espaço no Lenda, onde é o mais popular. Enquanto isso, o Caçador está naquela fase parada, onde não viu mudanças de uma semana para a outra.

Bruxo está em queda pois nenhuma de suas listas parece ter grandes resultados na temporada atual. O Guerreiro está na mesma pegada do Bruxo, perdeu muito espaço, principalmente por causa da subida do Druida.

Mago e Sacerdote parecem estacionados, as listas não veem grandes mudanças e suas taxas também se mantém mais ou menos as mesmas.

Mecha Paladino trouxe a classe de volta, como visto na semana passada, mas está ameaçado pela possível diminuição dos Druidas na ranqueada. O Punho de Rá-Den parecia que ia dar um up no Xamã, mas já sabemos que isso não aconteceu e a classe está por baixo.


Boletim do Meta 144

Com o lançamento da aventura, Despertar do Galakrond, muita coisa mudou. Este report fala do efeito que os cards da primeira ala tiveram no Meta, já que os dados analisados são sempre da semana anterior à analise. Druida Big ganhou novas ferramentas e passou a liderança do Ladino. Existem outros arquétipos de Druida rodando, mas o Big é o que prevalece. Ladino continua forte, mas perdeu a coroa, porém sua lista Galakrond mais popular entre os níveis mais altos.

Caçador firmou seu terceiro lugar como classe do meta atual, com a lista Highlander prevalecendo à Face, além de ter tido um aumento nos decks Quest também. Bruxo continua entre as classes jogáveis, sem muitas mudanças, enquanto o Guerreiro perdeu bastante espaço com tantas mudanças no jogo. 

Mago e Paladino estão um pouco estagnados, e o Xamã afundou e, após tantos ajustes, ficou fraco, sendo o lanterna atual do Meta. 


Boletim do Meta 143

Ladino, Ladino por todo canto! Essa é a situação atual do Meta. A classe dominou em popularidade no pós nerf, alcançando cerca de 40% de uso no Lenda. O Caçador, que é visto como uma resposta ao Ladino, tem tido uma quantidade grande de jogo também. Enquanto isso, o Guerreiro sofre com as perdas que o balanceamento causou em suas listas. Assim como o Bruxo perdeu o gás com o nerf sofrido.

Druida e Mago tiverem os interesses renovados pelos jogadores com as recentes mudança no jogo. Para o Druida o deck token é o prato principal seguido da lista Quest. Enquanto isso, para o Mago, o deck Highlander chama mais atenção.

O Sacerdote parece ter voltado no tempo, com o deck Ressuscitar bem comum na ladder, mas não tão evidente no Lenda. Já a lista combo, velha conhecida dos jogadores, está tendo uma média de vitórias relevante.  Paladino Mech teve um ligeiro aumento, mas ainda é raro achá-lo no jogo. E por fim, o Xamã perdeu muita força depois dos nerfs e está num lugar bem estranho no Meta atual.


Boletim do Meta 142

Tivemos um balanceamento recente no jogo, e novos cards serão lançados com a aventura desta expansão chegando. Mas enquanto isso o Ladino está bem popular a partir do ranque quatro e Guerreiro vê jogo com seu principal deck sendo Galakrond. Apesar disso, a lista Pirata ainda joga, mas não com tanta versatilidade quanto a Galakrond.

Com os nerfs que vieram, Xamã Galakrond assumiu o posto de lista mais nerfada de todos os tempos, mesmo assim os jogadores ainda usam bastante esse deck e tem resultados bons com ele. Bruxo aliou-se ao partido dos com Galakrond, e se tornou mais popular esta semana, com os números do deck Zoo dobrando. 

Caçador Face perdeu seu espaço, como era esperado. Ainda é frequente em ranques mais altos, mas conforme se chega cada vez mais perto do Lenda, ele vai diminuindo. Já o Sacerdote e o Mago estão meio que pendurados em apenas uma lista cada. Enquanto isso, Druida e Paladino estão no fundo do Meta, esperando que os jogadores façam experiências e encontrem algo que traga valor às suas classes novamente. 


Boletim do Meta 141

Voltamos com mais uma edição do Meta de Hearthstone. Xamã Galakrond estava em um reinado absoluto com a chegada da nova expansão, Despontar dos Dragões, mas daí chegaram os nerfs e mudaram tudo outra vez. Mas apesar de o Xamã ter caído um pouco, ainda não está enterrado, o deck Galakrond ainda sofre mudanças e ainda vai bem na ladder.

No ranque Lenda o Ladino Highlander é o deck mais popular atualmente, tendo bastante sucesso com o aprimoramento precoce da lista. A classe tem uma gama muito boa de listas para os jogadores usarem. Enquanto isso, entre os ranques 4 a 1 o Guerreiro reina. A força de suas duas listas, Pirata e Galakrond, é inegável e conquistou muitos. Já o Caçador recebeu um baita estouro em popularidade na maioria das faixas da ranqueada devido a nova lista Face, que já foi tão amada e odiada em Hearthstone no passado.

Bruxo até que se saiu bem nesse novo Meta, estava lá tristinho e abandonado, e agora tem duas listas com taxas de vitórias jogáveis. O Sacerdote, que parecia ter perdido todo o seu glamour com o hype do deck Galakrond se mostrando equivocado, volta para arquétipos antigos e conseguiu revindicar um lugar no Meta atual pra chamar de seu.

O mesmo não ocorreu com os Druidas, Paladinos e Magos, que estão bem impopulares por não conseguirem bater as listas das outras classes com efetividade. Mas calma, o Meta mal começou, e certamente que muita coisa vai mudar nos próximos meses!

Escolho Druida em qualquer jogo, sem pensar duas vezes. Sou jornalista de formação e de coração, e descobri aqui, neste Mundo de Eluna, meu cantinho para desenvolver textos gamers e com outros assuntos que gosto. Peguei ranque legend em HS, já fiz 12 wins na arena, e continuo procurando raides no WOW quando dá tempo.