Boletim do Meta Semanal

Mais um Boletim do Meta! Este é o último, antes do lançamento de Salvadores de Uldum, que acontece no dia 06 de Agosto. Mais uma vez usamos os dados do site Vicious Syndicate como base para os posts! Divirtam-se e que venham Salvar Uldum, estamos ansiosos esperando!

O Meta de Hearthstone está bem estável e tem visto poucas inovações. Isso se deve a proximidade de um novo set de coleção que será adicionado ao jogo em breve. Os olhos dos jogadores estão voltados aos cards que já foram divulgados e a espera dos que vão aparecer.

Todos estão fazendo suas primeiras apostas do que vai ser forte no modo Padrão e no Livre e o que os novos cards vão trazer de inovação ou complementação do que já conhecemos. Enquanto não Salvamos Uldum, confiram os decks melhor posicionados no jogo na última semana e suas listas com código e mulligans!

Clique nas imagens abaixo e confira os decks, códigos
e mais informações sobre as classes

Aos sábados temos o BOLETIM DO META, do modo Padrão. Segunda é dia da respectiva TIER LIST. Já nas terças e quintas temos a coluna TopDecks.

O Boletim do META WILD, não tem data definida, mas conforme novas informações aparecem, publicamos as novidades. Mas temos o TopDecks Wild nas sextas-feiras. Além disso, temos diversos guias sobre o jogo, além de histórias sobre alguns dos personagens, no Café com Blizz.

meta hearthstone semanal - CLASSE Druida meta hearthstone semanal - CLASSE Cacador meta hearthstone semanal - CLASSE Mago

meta hearthstone semanal - CLASSE Paladino meta hearthstone semanal - CLASSE Sacerdote meta hearthstone semanal - CLASSE Ladino

meta hearthstone semanal - CLASSE Xama meta hearthstone semanal - CLASSE Bruxo meta hearthstone semanal - CLASSE Guerreiro


Edição 127 do boletim do Meta Semanal de Hearthstone

Fala galera! Hoje nosso Meta, na edição 127, está diferente, com uma fonte nova, a Tempostorm. Como a gente adora trabalhar com o Meta, e o Vicious Syndicate não teve boletim essa semana, resolvemos correr para outras fontes, para continuar nosso post semanal! 

A nova expansão já foi anunciada (veja nosso post fixo clicando aqui), várias mudanças de nerf, buff, e rotação já foram implementadas e nosso meta mudou um pouco nesse tempo. Mas o certo é que muito em breve tudo vai mudar. Salvadores de Uldum estreia no dia 6 de Agosto, e traz mais 135 cards para a nossa coleção.

O que ficou de Ascensão das Sombras foram os decks bomba de Guerreiro e Caçador, Mago Ciclone, Ladino Tempo. Junto com Guerreiro Controle e Xamã Murloc, essas são as listas mais seguras no momento para descer de ranque.

Ficamos no aguardo das revelações e especulações sobre a nova expansão. Além disso, torcemos para que o Meta fique diversificado, com muitas classes rodando. Portanto, ficamos na espera de Salvadores de Uldum, e que tenhamos muitos decks divertidos!


Edição 126 do boletim do Meta Semanal de Hearthstone

Estranhamente o jogo chegou a uma marca em que nenhum deck tem mais de 52% de taxas de vitória. Isso só ocorreu na época de Jornada a Un’Goro. Mas Caçador e Guerreiro Bomba, Guerreiro Controle, Xamã Murloc e Mago Ciclone são os melhore decks atuais no Lenda, e todos eles tem taxas bem próximas.

Apesar da dificuldade de nível de pilotagem de deck, Mago Ciclone vai muito bem. Quando se aprende a usá-lo, ele tem se torna incrível na maioria das matchs.

Neste final de Meta, encontramos até que decks equilibrados e com balanceamento pareado. Ao contrário de alguns em que um só deck dominava e aterrorizava a ladder, temos listas com poderes bem similares e também com um número de fraquezas parecido, o que torna tudo mais interessante. Esperamos que a expansão recém anunciada,  Salvadores de Uldum, mantenha esse curso, e que traga um meta variado e balanceado para a maioria das classes.


Edição 125 do boletim do Meta Semanal de Hearthstone

Caçador vem se mostrando a classe mais popular deste meta com três decks rodando, Bomba, Midrange e Segredos. Enquanto isso, o Mago e o Guerreiro continuam a subir, principalmente por seus números demonstrarem sucesso. Mago Ciclone é o mais popular entre os jogadores de níveis mais altos, enquanto o Guerreiro cresce mais fora do Lenda, com o Controle na frente do Bomba.

Ladino sofre uma queda, após tanto nerf e mudanças constantes, mas o deck Tempo está indo até que bem, e é bastante usado no Lenda. Já o Xamã está com dificuldades conforme a subia do Guerreiro. Seu deck aggro não tem uma boa match contra a classe, e o Murloc também não, o que está freando um pouco o sucesso do Xamã neste Meta.

Paladino Mecha teve uma subida, também por causa do Guerreiro, pois é uma match favorável pra ele. Druidas, Sacerdotes e Bruxo estão um pouco desanimados ultimamente, pois com o Meta como está, eles não tem muito desenvolvimento e nem espaço para ver jogo.


Edição 124 do boletim do Meta Semanal de Hearthstone

Caçador teve um ligeira queda mas ainda é a classe mais popular deste Meta. Seu deck Bomba tem resultados precisos, sendo o queridinho da maioria dos jogadores para a subida ao Lenda.

Guerreiro teve um aumento interessante, principalmente nos níveis mais altos de Hearthstone. Como os nerfs, que afetaram bastante o Ladino, que continua sofrendo quedas, o Guerreiro ganhou espaço com as listas de Controle e Bomba. Enquanto isso o Mago também sobe, e o deck Ciclone está bem popular no Lenda especialmente. Isso parece ser resultado de como a classe se desenvolveu no torneio Master Tours Las Vegas, tendo o jogador Dog como vencedor com um deck Especialista de Mago Congelante.

Enquanto isso o Xamã tem seus decks de Murloc e Agro disputando a preferência entre os jogadores da classe. Ambos os decks tem resultados satisfatórios, sendo o primeiro mais usado na subida da ladder e o segundo no ranque Lenda. Paladino teve uma subida com o buff de Cristalografia, mas o romance acabou cedo, apesar de muito entusiasmo da parte dos jogadores, as novas listas não deram tão certo quanto o esperando.

Zoolock está sumindo devagar, enquanto o Token Druida encontrou seu espaço, se solidificando no Meta. Chegou a vez do Sacerdote, e mais uma vez, pouco se tem a dizer. A classe não está tendo bons resultados e com certeza não é por falta de tentativa dos jogadores, ele simplesmente ficou de fora deste Meta.


Edição 123 do boletim do Meta Semanal de Hearthstone

Após os patches de atualização de buffs e nerfs, e a inserção de CL1C-CL4C ao jogo, o Caçador está a classe mais popular no Meta. O deck Bomba é o que tem maiores números, seguido por Midrange, Segredos e Mech.

Com tantas mudanças o Ladino voltou a subir. O deck Tempo está bem popular e diverso, a lista de Pogo voltou e também tem tido um espaço bom na ranqueada, e temos agora o Ladino Tubarão, baseado no card Espírito do Tubarão. Enquanto o Ladino sobe, o Guerreiro desce. Sua lista Bomba está mais popular que o Controle, já que está tendo uma performance melhor.

Mago se recupera de uma queda de popularidade, crescendo nos níveis mais altos do jogo. Galáxia Portátil de Luna causa impacto nos os três arquétipos da classe: Ciclone, Dragão e Congelante. Paladino também ganhou espaço depois das mudanças, o deck Mech ficou mais forte após a queda de custo da Cristalografia, assim como o deck Ira Sagrada também está se aproveitando do buff do card. 

Já o Xamã está mais popular, mas o deck de Murloc ainda é sua principal lista. Mas com todas essas mudanças, mais decks da classe estão rodando, como o Agressivo e o Controle Evoluir.

Sacerdote teve uma melhora pequena, e vê um pouco mais de jogo, mas nada que o traga aos tempos áureos por enquanto. O Zoolock, assim como o Druida Token, está incorporando mechs na sua lista, para melhor desempenho, ambos os decks tem seu espaço no Meta.

Edição 122 do boletim do Meta Semanal de Hearthstone

Com os nerfs que já foram inseridos no jogo recentemente ( e em breve teremos buffs), Caçador tomou a frente, que era do Ladino, e segue na liderança da popularidade em Hearthstone. Fora do ranque Lenda, o deck Bomba é o mais popular, já nos níveis mais altos de jogabilidade o Midrange é que reina. Guerreiro Bomba continua vendo jogo, e é mais popular que o deck Controle da classe. 

Em relação ao Mago, tivemos algumas mudanças, inclusive na nomenclatura de alguns decks. O deck Ciclone tomou um lugar para chamar de seu no Meta pós nerf, e teve um aumento considerável, enquanto o deck antes chamado de Conjurador, passa a se chamar Dragão, e não está indo tão bem contra as listas mais populares no momento.

Quem mais sofreu com os nerfs foi o Ladino, isso é fato. E como isso fez com que muitos experimentos fossem feitos na classe, o boletim fica mais impreciso em relação a classe. 

Com tanta mudança que os patchs de aplicação de nerf ou buff trazem, o Xamã Murloc também ganhou um espaço maior esta semana. Fora isso, para a classe, alguns entusiastas estão apostando no Calafrarte mais uma vez.

Druida Token e Zoolock tem a mais rápida povoação de mesa, e após as mudanças de nerf, tiveram um aumento na ladder, mas se o jogo se estender, é quase certo que a partida esteja perdida para qualquer uma das duas listas.

Paladino tem algumas listas rodando, e sendo aprimoradas, mas aparentemente espera a mudança em que os cards serão buffados, para encontrar seu lugar, ou não… Sacerdote ficou ainda mais inexpressivo, e parece que não vai sair do “final da fila” deste Meta.


Edição 121 do boletim do Meta Semanal

Apesar da rotação, cards novos, e outros fatores, o Meta está pouco diversificado, tanto em decks quanto em classes. Mas, por enquanto, ainda não devemos nos preocupar tanto com isso, já que ainda não caímos na fase estável. Mudanças estão chegando a toda semana e mesmo sem nerfs/buffs, devemos ver mais modificações neste Meta.

Ladino Tempo teve uma queda drástica, mas ainda não perdeu a coroa. Mago Miracle está com tudo, especialmente nos níveis mais altos de jogo, ultrapassando o outro deck da classe: Conjurador. O interessante é que mesmo usando cards iguais como o [Conjurador] e Gigante da Montanha, suas estratégias são bem diferentes. 

Outra classe que está tendo mudanças é o Guerreiro. O deck Bomba está aumentando em popularidade, enquanto o Controle cai. Caçador Segredos subiu em todos os níveis de jogo e parece ter achado um lugar confortável para ficar neste Meta. Lembrando que Caçador é a classe com mais arquétipos competitivos: Segredos, Bomba e Midrange.

Druida Token parece ter parado de cair e conseguiu se estabilizar no momento. Xamã também está mais diversificado, como o Caçador, mas seus decks não tem taxas tão boas assim. Aparentemente só o Murloc tem números que o mostram mais forte no jogo. Paladino se aproveita da tentativa dos jogadores em trazer de volta seu arquétipo Ira Sagrada, pois os números do Mech também não estão bons e a classe está bem inexpressiva.

Sacerdote e Bruxo estão em maus lençóis, não vendo muito jogo e muito menos taxas de vitórias expressivas de fato.


Edição 120 do boletim do Meta Semanal

Ladino continua no topo da parada, com seu Tempo arrasando o quarteirão dos outros decks e minando os planos das outras classes. Somente os Guerreiros parecem ter poder de fogo contra o Ladino, o que garante pra ele o segundo lugar no Meta.

Para o Caçador podemos ver que o arquétipo Segredos cresce, ainda a passos lentos, mas que está cada vez mais relevante. Para o Mago Miracle vemos a mesma projeção.  O deck está ganhando espaço e sendo refinado pelo jogadores. Outro Miracle, desta vez de Sacerdote, também está vendo jogo. Sua popularidade diminui nos níveis mais altos de jogo, mas sobe bastante nos níveis mais baixos.

Com três arquétipos em jogo, o Xamã é o mais diversificado no momento, com Murloc, Big e Controle. Todos os decks tem taxas semelhantes.

Para os Druidas, Bruxos e Paladinos, as coisas não andam muito bem, esperemos que algum deck milagroso apareça para salvar as classes da obscuridade atual, ou a nova expansão, para trazer mais presentes para as classes e deixá-las mais jogáveis.


Edição 119 do Boletim do Meta Semanal

A popularidade do Ladino continua subindo, principalmente no Lenda onde o Data Report conseguiu monitorar 30% da participação. Guerreiro deu uma bela estabilizada, tendo uma separação de nichos interessante entre Bomba e Fadiga (Controle).

Semana passada, Caçador Bomba foi tido como uma grande promessa, que de fato se concretizou, tornando-se uma das estratégias mais populares do jogo. Já o Midrange se encontra meio pressionado pelo Ladino Tempo.

Mago se estabeleceu com seu Conjurador que precisa se acostumar com o novo Meta. Enquanto isso o Miracle tenta cavar sua vaguinha nas listas de ranqueada. Xamã subiu bastante de popularidade, sendo o Big o que tem maior popularidade e está em um processo de refinamento perto do ideal.

Descendo

Druida está caindo e essa queda se reflete em todos os níveis de jogabilidade. Como é bem comum, em início de Meta o primeiro deck que se destaca acaba caindo pelas tabelas logo, esse ano, o premiado foi o Druida Token. 

Para o Sacerdote, o entusiasmo com o Miracle está sumindo, se continuar com a performance atual, seu destino é cair no esquecimento. Bruxo também acompanha, em termos de declínio, e seu único deck viável é o Zoo. Para completar, o Paladino vem caindo pelas tabelas, com o Paladino Mech falhando em se estabelecer, mesmo sendo um counter de Guerreiro eficaz, perde para o Mago Conjurador e Caçador Bomba que também são bons counters do Guerreiro.


Edição 118 do Boletim do Meta Semanal

Ladino está por cima neste Meta, seu deck Tempo (Ou Servo) tem sido um dos mais usados em tudo que é faixa de ranque e com um sucesso bem interessante.

Enquanto isso algumas mudanças tem surgido para o Guerreiro. Seu deck Bomba está perdendo espaço, enquanto o Controle avança, e aparentemente isso se deve ao fato de as matchs contra o Ladino serem muito melhores com o deck Controle.

Já o Mago está vendo mais jogo com seu deck Conjurador, que está no centro das atenções. Ele é hoje o terceiro mais popular no ranque Lenda. Druida está tendo uma baixa de popularidade no momento, apesar de ter aumentado nos níveis mais baixos. Zoolock está num lugar parecido ao do Druida. O Bruxo só tem este deck rodando e ele está vendo queda no Lenda, o que não parece promissor.

Para o Caçador temos uma divisão do arquétipo Mech. Enquanto um é mais construído em cima do Dragonete Mecânico e Sete Vidas, o outro é mais explosivo, com bombas e uma curva de pressão que deixa o oponente sem fôlego logo no início do jogo. Enquanto isso, o Sacerdote mostra sinais de vida com o novo deck Miracle. Isso parece ter feito com que os jogadores deixem o Wall e o Silêncio parados em relação a aprimoramentos por enquanto.

Outras classes

Para o Xamã as coisas estão difíceis. Ele teve diminuição em todos os níveis de jogo, apesar de ainda vermos algumas experiências para deixar os decks mais refinados e com melhores resultados. Paladino também deu uma caída. O deck Mech tem visto aumento, e é forte, mas não foi o suficiente para elevar a classe ainda, e outros arquétipos não conseguiram se estabelecer. 


Edição 117 de boletim do Meta Semanal

Neste começo de ano no jogo, em que tivemos a inserção de Ascensão das Sombras, apareceu o domínio do Ladino. A classe realmente ascendeu das sombras para aparecer neste Meta. O deck principal é parente próximo do amado/odiado Miracle. Ele funciona de modo similar, e teve o nome de Lackey (Servo) ou é chamado de Tempo.

Uma outra ascensão foi a do Guerreiro e seu deck Bomba. Ele explodiu nos primeiros dias do ano do Dragão, mas seus números já caíram. No Lenda, o deck Controle está ultrapassando rapidamente o Bomba. Além disso, temos também alguns deck Dragão, que tem um estilo de jogo parecido com o do Controle.

E o terceiro no topo da pirâmide é o Druida. A classe está indo muito bem graças a sua lista Token, que está em segundo lugar nos níveis mais altos. Outros decks para a classe precisam ser aprimorados para obterem melhores resultados. Já o Caçador tem diversos decks rodando. Entre eles estão o Mech, Midrange e Malygos. 

Chegamos ao Mago, e este está voltado para o card Chamado do Conjurador. O deck inclui Dragões, Gigantes e o Livro dos Espectros, para uma combinação poderosa. Enquanto isso, o Bruxo volta as origens e tem como lista deste Meta o Zoo. Outros decks da classe ainda não estão expressivos o suficiente para terem relevância.

Para o Xamã as coisas estão um pouco confusas. Ainda estamos vendo vários testes com os cards novos recebidos para a classe. As listas de Murloc, que são as mais populares, variam em suas construções. Assim como os decks Controle que surgiram, e temos ainda o Xamã Big.

Apostas perdidas

A grande aposta sobre o Paladino Segredos minguou. Mas não em sua totalidade, os decks Mech usam um pacote Segredo e se tornam mais populares a cada dia. E por último falamos do Sacerdote, que se mostrou uma aposta vazia. Alguns decks parecidos com antigos estão sendo usados, mas nada que tenha o resultado esperado.

Escolho Druida em qualquer jogo, sem pensar duas vezes. Sou jornalista de formação e de coração, e descobri aqui, neste Mundo de Eluna, meu cantinho para desenvolver textos gamers e com outros assuntos que gosto. Peguei ranque legend em HS, já fiz 12 wins na arena, e continuo procurando raides no WOW quando dá tempo.