Hearthstone

TopDecks: Guerreiro Fadiga do Trump com Marin, a Raposa.

Marin, a Raposa está entre nós! E para celebrar vamos falar um pouco sobre um dos melhores decks contendo o “pirata” que não é pirata, mas aventureiro. 😉

E uma das coisas mais bacanas é que o deck é do Trump, chega até a bater uma nostalgia dos primórdios do Hearthstone.

“Bem vindo Marin, a Raposa! É hora de um pouco de [Mão do Morto].”

Código
AAECAQcES6DOAp/TAqTnAg2QA9QE/ASRBvgH/weyCPsMxsMC38QCzM0Cjs4C8dMCAA==

Conceito

A ideia de qualquer deck fadiga é fazer o oponente ficar sem cartas – e, várias vezes, fazer com que ele “queime” cartas essenciais para ganhar o jogo.

No caso do Guerreiro Fadiga, a ideia é segurar o jogo, com as muitas ferramentas de controle que a classe tem, e fazer com que a partida chegue a um ponto onde simplesmente o oponente não tenha como ganhar o jogo, ou que você ganhe com ele tomando dano de fadiga.

Cartas de Destaque

[Redemoinho] – Está no deck para lidar com os lacaios do início do jogo e, sempre que necessário, combinar com o [Dormir com os Peixes], geralmente para limpar a mesa.

[Batida] – Além de poder comprar cartas, costuma causar o dano necessário para ativar um executar, ter uma troca mais favorável ou fazer o [Dormir com os Peixes] causar mais estrago ainda.

[Dormir com os Peixes] – E pensar que quando essa carta foi lançada ninguém deu bola para ela. Atualmente ela é uma das ferramentas mais consistentes do Guerreiro para limpar a mesa e voltar ao jogo.

[Executar] – A remoção de alvo mais eficiente do jogo não poderia ficar de fora da lista.

[Ferreira de Armaduras] – Ótima para ganhar toneladas de armadura, só jogue ela no começo do jogo se for extremamente necessário. Tente comba-la com [Mão do Morto], para ter como ganhar ainda mais armadura no final do jogo.

[Ira de Batalha] – Uma das suas principais ferramentas para comprar cartas – e você realmente precisa delas. O deck é capaz de ir ao infinito em quantidade de turnos, então ter as ferramentas na mão para não depender de comprar a carta do topo do baralho e rezar é essencial.

[Mão do Morto] – Com a quantidade absurda de cartas que o deck compra, [Mão de Morto] é essencial para fazer com que você não vá para a fadiga. Ela é capaz de aumentar consideravelmente seu deck e te proporcionar mais ferramentas importantes para vencer o jogo. Essas ferramentas variam de acordo com o jogo, pode ser mais armadura, lacaios, remoções, [Briga] e por ai vai.

[Pode Vir!] – Ótima para te dar mais armadura quando você precisar, mas use com cuidado, de preferência quando tiver uma [Briga] na mão ou uma maneira de responder ao turno do oponente.

[Rato Sujo] – Para lidar com Sacerdotes, Magos, puxar lacaios do Druida Jade ou outras classes que dependem de Gritos de Guerra ou lacaios específicos para ser mais fortes.

[Acólito da Dor] – Mais uma ferramenta para comprar cartas.

[Levantar Escudo] – Além de ganhar armadura, compra carta.

[Oráculo da Luz Fria] – Mais compra de cartas, tente vincular o Oráculo ao [Mão de Morto], costuma ajudar muito no final do jogo.

[Lâmina Sangrenta] – Outra carta que tem sinergia com [Dormir com os Peixes], costuma causar um belo estrago na mesa quando jogada na hora certa.

[Briga] – O botão de “reset” da mesa. Ótima a partir do turno sete, quando combinada ao [Rato Sujo], para tirar ainda mais ferramentas do oponente.

[Geist Esquivo] – Praticamente sua condição de vitória contra Druida Jade. Também excelente contra Sacerdotes e Ladinos e seus feitiços de uma mana.

Marin, a Raposa – A carta é ‘meh’, mas os tesouros são fantásticos – até agora compensando.

[Senhor do Flagelo Garrosh] – Outros dos melhores alvos do [Mão de Morto], a arma dele e o poder heroico são espetaculares, quanto mais melhor.

Por hoje é isso! Até a próxima!

“Bocejo” se apaixonou por Hearthstone em julho de 2014. De lá pra cá o relacionamento ficou sério, eles decidiram morar juntos e hoje vivem felizes para sempre. Já chegou ao lenda e fez 12 wins na arena diversas vezes. Costumava dizer que para “zerar" Hearthstone só faltava ganhar do Rase… mas agora que já ganhou, só resta mesmo sonhar com o mundial (do Rase, claro).