Hearthstone

Boletim do Meta 34 – Viva a diversidade!

Fala galera! Esse é o nosso primeiro boletim completo do Ano do Mamute. Muita coisa mudou, algumas nem tanto, mas estamos animados em ver o início de meta bem diverso e divertido (ás vezes).

Guerreiro tem dois fortes arquétipos: o velho Pirata e novo Provocar. O Provocar trouxe uma série de novidades, e tem como estrela o [Pico Penacho de Fogo]. O deck é tido como o arquétipo estreante mais forte nesses primeiros dias.

O Ladino, com a [Cavernas nas Profundezas], que era tida como a carta quest mais inútil dentre todos, surpreendeu não só com um arquétipo forte, como trouxe cartas bastante controversas para o meta como [Javali Pedratusco] e [Tristão]. Esse arquétipo ainda precisa ser refinado então é de se esperar que vejamos mudanças tanto nas peças quanto na sua viabilidade. O Miracle, que perdeu peças importantíssimas como [Saqueador de Tumbas] e [Ocultar], ganhou [Sherazin, a Flor-Cadáver], [Açoitadeira Lamipétala] e [Alucinação] e voltou poderosamente.

Sacerdote tem uma grande diversidade com arquétipos. O Dragão sobrevive, apesar das perdas e ganhou [Lyra, o Prisma Solar] e [Elemental Radiante]. Temos também o Sacerdote Combo, que precisa ser refinado, mas parece ser bastante divertido. Além desses existem também o arquétipo Controle, Purificar e o N’Zoth (com ou sem missão).

Paladino e Caçador, que eram os patinhos feios do Meta anterior, ganharam cartas fortes como [Hidróloga], [Salvassol Tarim] e [Draco Primordial]. Além disso tem o pacote Elemental para o Paladino e cartas como [Arara Cravejada] e [Rasgaqueixo Eletrizado] para o Caçador, que ganhou um early game muito mais consistente. Essas novas cartas alavancaram, pelo menos inicialmente, ambas as classes á um patamar bem melhor do que em Geringontzan. Assim como a maioria dos arquétipos novos, é preciso um processo de refinação para extrair melhor o potencial de ambos, mas, inicialmente é bem animador o prognóstico para essas classes.

Bruxo, que perdeu [Poder Esmagador] e [Chefe da Gangue dos Diabretes] teve um pouco de dúvidas do seu futuro no Meta. Mas o Zoo praticamente renasceu, recebendo cartas interessantes como [Ovo de Demossauro] e [Pterrordax Voraz], que se encaixaram perfeitamente no arquétipo. Tivemos também a volta do Handlock, que ganhou a [Folhâmina Monstruosa].

Já o Mago ganhou a [Abertura do Pórtico], que criou um novo arquétipo poderoso, além dos arquétipos já existentes, que sofreram mudanças para se adaptar as perdas da rotação.

O Xamã, o grande tirano desde o meta de Karazhan, aparentemente perdeu seu trono. Com os nerfs consecutivos e agora a perda do [Trogg de Túnel] e [Golem Totêmico], a classe vive dias incertos. A chegada dos Elementais, como [Kalimos, o Lorde Primevo], criou um novo arquétipo, com potencial poderoso. O arquétipo Jade ainda existe, porém sem a mesma força com as perdas.

Druida, perdeu força com seu Jade, devido a rotação do [Húmus] e das [Raízes Vivas]. A classe tenta adaptar-se ao novo meta como pode, mantendo a mesma estrutura do Meta anterior. O arquétipo principal para a classe parece ser, pelo menos inicialmente, o Druida Agressivo, que tem [Fada do Fogo], [Mutacasco] e [Mana Vivo] como boas ferramentas, principalmente em companhia do [Rugido Selvagem].

Os decks da semana tem como fonte a TempoStorm.

Veja abaixo o Mulligans e Decks para cada classe

Lembrem-se, Segunda-feira é dia de BOLETIM DO META. Já na Terça-feira temos a TIER LIST. Para os que gostam de CAMPEONATOS, na quarta-feira publicamos as listas dos que vão rolar durante a semana. E sexta-feira é dia de relaxar com o Café com Blizz, onde contamos as histórias dos personagens e lugares de Hearthstone/Warcraft, cada semana uma novidade!

CLASSE Druida CLASSE Cacador CLASSE Mago

CLASSE Paladin0 CLASSE Sacerdote CLASSE Ladino

CLASSE Xama CLASSE Bruxo CLASSE Guerreiro

O cara que tende a ser trollado pelo RNG, mas tenta não reclamar disso. Gosta tanto de Hearthstone que não tem apenas um heroi preferido, têm todos.