Hearthstone

Boletim do Meta 30 – Guerreirostone, o Retorno?

O crescimento do Guerreiro Pirata é notável e não dá sinais de parada. O deck é muito forte contra quase tudo. Seus counters são quase inexistentes na Ranqueada, pois são fracos contra o restante dos arquétipos. Uma nova (velha) dinastia começa.

Guerreiro sobe, Xamã desce. Xamã ainda é uma das classes mais fortes do jogo, mas não é dominante como era. A maioria dos Xamãs são Midrange Jade, mas chegando aos ranks mais altos, observamos mais experimentos de Xamã Agressivo, mesmo atingido pelo nerf. O deck não é um arquétipo morto, tendo uma presença respeitável nos ranks mais altos e no cenário competitivo, com as novas listas se ajustando.

Druida mantém uma presença respeitável e é agora a segunda classe mais popular. A classe começa a ver jogo também nos ranks mais altos, com novas listas vindo e tentando atenuar suas fraquezas.

Sacerdote teve um aumento significativo em sua popularidade em todos os ranks. Os jogadores vêem potencial e um Meta muito melhor sem o [Bucaneiro Café-Pequeno]. Além disso, a classe se portou muito bem na Taverna Heroica e no cenário competitivo. Guerreiro Pirata ainda será um fator limitador para o crescimento do arquétipo, mas mesmo assim, o Sacerdote Dragão tem um ótimo lugar.

Ladino encontra uma diversidade nunca vista. A classe sempre foi potencial favorita entre os jogadores lendários, e nesse Meta não é diferente. Ladino Murloc é um arquétipo poderoso, que tomou parte significativa do Meta, enquanto o Miracle tem a barreira do Guerreiro Pirata. Enquanto o Ladino Murloc é um deck para conseguir o rank lenda, o Miracle é mais popular no rank Lendário. É uma resposta ao Druida  Jade, já que o Miracle é um dos seus melhores counters.

Bruxo se encontra em um ponto familiar, o mesmo antes dos ajustes. Muitos jogadores apostaram que com os nerfs, o Bruxo Reno dominaria o Meta, já que tem uma ótima performance contra Xamã Midrange, porém Guerreiro Pirata e Druida Jade tornaram sua vida difícil. É um deck flexível, e pode mudar para ter melhores performances contra esses decks, mas não ao mesmo tempo. O que o coloca em um bom lugar, mas não entre os melhores.

Mago está caindo. O arquétipo Reno é um dos únicos capazes de bater o Guerreiro Pirata de forma consistente, mas sua partida é miserável contra o Druida Jade, e o impede de subir. Mago Tempo tem tido uma participação decente, mas não é grande coisa.

Paladino e Caçador agora aguardam Un’Goro, para ver se conseguem um lugar no Meta novamente.

Os dados usados nesta analise são do site Vicious Syndicate. Foram 74 mil jogos analisados, sendo 3 mil no rank lendário, 21 mil entre os ranks 1-5 e 19 mil entre os ranks 6-10.

Veja abaixo o Mulligans e Decks para cada classe

Lembrem-se, Segunda-feira é dia de BOLETIM DO META na Terça-feira sai a TIER LIST. Para os que gostam de CAMPEONATOS, na quarta-feira publicamos as listas dos que vão rolar durante a semana.

CLASSE Druida CLASSE Cacador CLASSE Mago

CLASSE Paladin0 CLASSE Sacerdote CLASSE Ladino

CLASSE Xama CLASSE Bruxo CLASSE Guerreiro

O cara que tende a ser trollado pelo RNG, mas tenta não reclamar disso. Gosta tanto de Hearthstone que não tem apenas um heroi preferido, têm todos.