Hearthstone

O caminho para a Blizzcon – Boletim do Meta 11

Xamã continua no topo e não dá nenhum sinal de que isso mudará tão cedo. Seu momento é tão singular, que está prestes a bater o recorde que o Guerreiro ostentou antes do lançamento de “Uma Noite em Karazhan”. A diferença é que o Guerreiro, tinha quatro, cinco arquétipos diferentes, que faziam com que as partidas não fossem tão repetitivas, enquanto no caso do Xamã tem apenas um arquétipo, cuja diferença tem apenas em algumas poucas cartas tech.

As outras classes se encontram em ligeiro declínio. O Caçador vem se aproveitando dessa situação, se colocando como segunda classe mais popular. A classe sofre de alguns problemas internos, mas o Caçador Face estourou como arquétipo mais forte de Segredos, após a divulgação das listas do Mundial.

Com o meta se acalmando, o Druida tem aumentado um pouco de popularidade, não muito e, inclusive alguns arquétipos têm diminuído sua presença por causa do excesso de Xamãs da ranqueada.

Mago Tempo continua em alta, e o Guerreiro, continua sua saga com decks de Controle, Pirata, Dragão e C’thun.

É bem claro e perceptível a separação entre classes, que seria bem menor se o Xamã não fosse tão opressivo. Bruxo Reno precisa de ferramentas para ser melhor utilizado. Ladino é facilmente punível, aumentando consideravelmente o nível de dificuldade da classe. Já o Paladino tem uma grande diversidade de arquétipos, porém,nenhum parece satisfatório, e o Sacerdote, bem, continua sendo o Sacerdote.

 

Veja abaixo o Mulligans e Decks para cada classe!

E não se esqueça, amanhã sai a nossa Tier List da semana.

CLASSE Druida CLASSE Cacador CLASSE Mago

CLASSE Paladin0 CLASSE Sacerdote CLASSE Ladino

CLASSE Xama CLASSE Bruxo CLASSE Guerreiro

O cara que tende a ser trollado pelo RNG, mas tenta não reclamar disso. Gosta tanto de Hearthstone que não tem apenas um heroi preferido, têm todos.