Hearthstone

HS: Análise de “O Bosque das Bruxas” – Parte Final

E a parte final da análise das 135 cartas de “O Bosque das Bruxas” chegou ao final! Confira o que achamos das cartas neutras, aproveitem e deem suas opiniões sobre a expansão também! Quer ver todas as cartas e em português? Clique aqui e veja nosso post fixo!

 Neutras

Ivan – Muito fraca, deve ver jogo só com o DK do Rexxar.

Neil – Muito fácil de remover, geralmente as trocas são favoráveis pro adversário.

– Ataque legal, efeito legal, custo legal, mas um de vida lascou!

 

 


 

Ivan – Talvez num deck de ovos/buffs, mas não acho que veja jogo.

Neil – Acho bem difícil esse valor ser tirado, não funciona tão bem.

– Não sei se pode funcionar, mas eu gostei da carta.

 

 


 

Ivan – Deve rodar em muitos decks – principalmente os com buff ou sinergia de feras.

Neil – Não acho que vá rodar, tem opções melhores.

– Por duas manas temos opções mais efetivas, apesar dela ter dois efeitos bons, custo baixo, mas só um de ataque.

 


 

Ivan – O texto tá pequeno… parece que ele diz… PÓ! É isso!

Neil – Não acredito ver essa carta na ranqueada, corpo ruim e, se o efeito ativar fica pior ainda.

– Mais uma carta que fica nesse troca troca de ataque e vida, não curti.

 


Ivan – Pode desencantar. Muitas cartas semelhantes já foram impressas e nunca viram jogo. Não acredito que seja essa que vá mudar a história. Se fosse Grito de Guerra seria brutalmente forte. Assim não é.

Neil – Carta bem interessante, pode ser que veja jogo, mas raramente será jogada no turno 2.

– A arte é bonita, 1/1 é ruim, pode um dia, quem sabe, talvez, rodar em algum tipo de deck token, mas acho que mesmo assim existem opções melhores.


 

Ivan – Méh. Tem coisas mais interessante. Na Arena é ok.

Neil –  Carta bem cara de Arena.

– ‘Bichin munitinho’. Custo, ataque e vida ok, efeito de eco, bom, pode funcionar em algo.

 


Ivan – Talvez rode em Ladino ou Druida, mas talvez só.

Neil – Roda no Caçador hein, Ladino e Guerreiro também podem se aproveitar, mas um Caçador Agressivo fica legal.

– Começa sendo limitado a classes que possam efetivamente atacar. mais uma vez, lacaio 3 manas 3/3 são ok, o efeito é mais ou menos, acredito que seja uma boa escolha na arena, onde tudo pode acontecer.

 


Ivan – Tem cartas melhores para a posição. Não deve ver jogo.

Neil – Não roda pelo fato de ter cartas com o mesmo corpo e sem esse drawback.

– Mais uma arte fofa. Seria ótima, ‘se não fossem aquelas crianças e aquele cachorro’, ops, se não desse carta pro oponente.

 


Ivan – Tem potencial para ser absolutamente quebrada em Ladino ou cartas com armas (e/ou que possam trocar o 2/1 do efeito com seus lacaios)! Deve ver MUITO, muito jogo! Lacaio provavelmente certo no meu Caçador Dragões. 😉

Neil – Com venenoso pro adversário? Assim não roda né?

– Corpo excelente para o custo, efeito ruim, mas que pode ser revertido e é um dragão. Pode ver jogo sim.


 

Ivan – Carta de arena.

Neil – Corpo ruim e aleatoriedade, receita pra um fracasso retumbante.

– Aleatoriedade? Adoro, é divertido. Mas quando se está tentando subir de ranque é TENSO. Não gostei muito.

 


 

Ivan – Deve ver jogo em decks combo ou que tirem proveito do Poder Heróico.

Neil – Poderia rodar apenas no Paladino Exodia, mas o arquétipo deve sumir, então não vai funcionar.

– Até que ponto se aproveita uma carta que restaura o poder heroico? É muito mais provável que seja jogada a ‘seco’, mesmo sem mana pra usar o PH duas vezes… Não acho que funcione.


 

Ivan – Pó!

Neil – Bem melhor que o Magimorfo e com Roubar Vida, pode ter um lar no Paladino e é muito bom na arena (desde que venha 2/4).

– E lá vem esse troca troca de vida e ataque, voto não, por falta de afinidade! 😛

 


 

Ivan – Pó também!

Neil – Tem uma tatuagem no meio de seus metais com o nome Dama de Branco.

– Sei lá, serve pra um Dobra, mas tem opções melhores!

 


 

Ivan – Olha que carta… pó!

Neil – Só funciona se os decks com a Dama de Branco funcionar, caso contrário, o corpo é meio ruim.

– Corpo ruim pro custo, acho que não roda.

 


Ivan – Essa tem potencial de remoção, mas não deve ver jogo na maioria das classes. Apenas na que realmente precisar de remoções específicas. Como 2/6 é ok para trocas contra decks aggro, como 6/2 vai morrer praticamente qualquer cenário.

Neil – Pode ser uma remoção, ou uma troca favorável, mas tem cartas bem melhores pra esse custo, então não.

– Ainda não gosto dessa coisa de ficar trocando ataque e vida. Mas essa tem rapidez, o que pode ser útil para fazer uma troca (a não ser que o ataque e a vida não estejam como você quer no turno que precisa usar kkkkk).


 

Ivan – Deve rodar em alguns decks controle, mas ainda não sei se vai valer a pena.

Neil – Pode vir em um Guerreiro Provocar ou em arquétipos mais lentos para frear o ímpeto do adversário.

– Não achei muito boa, do tipo “Nossa que cartão”, mas tem seu valor e pode ser inserida em alguns arquétipos sim, a cura pode ser muito útil.


 

Ivan –  Vai ver muito jogo ou nenhum jogo! Não tem meio termo pra essa… eu fico com muito jogo.

Neil – Arquétipos Controle, principalmente Sacerdote e Bruxo usarão bastante essa carta.

– Acho que esta carta é bem valorosa, deve ser usada em muitos decks.


 

Ivan – Méh… deve rodar até (e ser chata de lidar), mas méh..

Neil – Uma aquisição para o Guerreiro Provocar.

– Este é um Provocar lascado, muita vida, ataque bom.

 

 


Ivan – Potencial no Caçador Dragões e alguns outros decks com sinergia – com ela a carta fica insana!

Neil – Muito forte, decks de Dragão agradecem, corpo difícil de remover e pode fazer trocas favorabilíssimas.

– E mais uma vez os Dragões estão sendo beneficiados nesta expansão, carta excelente.

 


 

Ivan – É um pássaro, é avião?! Não!!! É pó!

Neil – Corpo muito muito ruim, não vai rodar.

– Buáaaa, minha forma favorita de druida no wow, e foi transformado numa carta horrível! :'(

 


 

Ivan – Talvez rode em decks de elemental, mas acho que tem coisas melhor. Acredito que vamos ver ele somente dos Descobrir.

Neil – Roda no Xamã Elemental e no Mago Elemental, apenas.

– Se tiver decks com o núcleo de elementais, ele estará lá.

 


 

Ivan – Mais pó?! Hmmm…. Na arena deve ser muito boa!

Neil – Pode funcionar no Bruxo, com certeza funciona na Arena.

– A carta em si é grande e pesada… mas a cura dela é bem interessante, pode rodar nos decks em que a sobrevivência esteja sendo um problema.

 


Ivan – Essa pode ser chatinha de lidar. Talvez veja algum jogo devido ao Eco, mas não tenho muita certeza. O corpo é fraco e o custo impede que você jogue mais de três cópias em um turno.

Neil – Guerreiro Provocar deve ganhar corpo com essa boa carta, manda duas pra cá.

– Pode ter valor com a missão do Guerreiro. A vida é bem legal pro custo, pode ver jogo.

 


 

Ivan – Pode ver jogo em alguns decks agressivos ou de combo, mas existem cartas mais impactantes para o turno quatro.

Neil – Mago Exodia, apesar da perda do [Bloco de Gelo] essa carta agrega demais.

– É interessante para ciclar o deck, mas confesso que por quatro manas temos cartas melhores.


 

Ivan – Olha sinergia de Dragão crescendo… deve ver muito jogo.

Neil – Sua viabilidade é complexa, caso um arquétipo Dragão siga forte, ela terá algum espaço, caso contrário brilhará apenas na Arena.

– Cartinha pra decks com ‘Dagãaaaaaaaooooo’. Muito boa, deve ver jogo.

 


 

Ivan – Não deve ver jogo no competitivo. O efeito é ok, mas o custo e alto para um 3/3 que não tem efeito imediato na mesa.

Neil – Terá muito mais apelo na Arena, mas pode figurar em um deck maluco por aí.

– Achei um custo beneficio ruim.

 


 

Ivan – Cara e pode acertar os lacaios do oponente também. Não deve ver jogo.

Neil – Nossa, muito aleatória, difícil rodar.

– Cadê a Alice? A carta é legal, mas o corpo é ruim e a aleatoriedade meio que a tira de circulação.

 


 

Ivan – Pela necessidade de não haver lacaios na mesa toda (sua ou do oponente), não acho que veja jogo.

Neil – É carta de arena, difícil obter valor.

–  Ser único no campo no turno quatro não é tão fácil, acho que não vai rodar.

 


Ivan – O corpo é beeeemmm mais impactante que o (finado) [Devorador de Segredos], se Segredos começarem a encher o saco… certeza que essa carta aparece no meta!

Neil – Novo [Devorador de Segredos].

– Versão 2.0, melhorada de [Devorador de Segredos], a carta é muito boa, mas só entra mesmo nos decks se a tech contra segredos for necessária, e sempre existe a possibilidade de decks com Segredo não serem assim tão fortes.


Ivan – Vai jogar um bocado em Druida! Se preparem para ver muitos 3/12 com Provocar ressuscitando (com o novo feitiço de três manas que ressuscita uma Fera aliada).

Neil – Depende diretamente do quão prevalente os decks agressivos serão, caso sejam muitos, essa carta irá popular praticamente todos os decks, já que decks agressivos geralmente tem poucas cartas na mão.

– Esse ursão <3 Achei que era de Druida, mas sendo pra qualquer classe, ele ficou ainda melhor. Se os decks aggros prevalecerem, o que acontece muitas vezes, essa carta será a sua carta. 


 

Ivan – Hm…. que pó lindo!

Neil – O fato dela ter Escudo Divino a deixa um pouco melhor, tem sinergia com a [Vanguarda da Prata] mas ambos tem um corpo horrível.

– Carta ruim.

 


 

Ivan – Deve ver jogo, hein?! Se preparem.

Neil – Olha o valor vindo, é uma carta forte e tem tudo para rodar.

– Efeito, custo e tudo mais muito bons.

 

 


 

Ivan – Hmmmm… essa sopa de pó… qui diliça!

Neil – Sinceramente, não vejo essa carta rodando.

– Não acho que vejamos essa carta no jogo, só na aba coleção mesmo.

 

 


 

Ivan – #VaiJogarMuito! Das melhores cartas da expansão. Pode craftar dourada também.

Neil – Funciona perfeitamente com a [Jaina, a Lich do Gelo], encaixará perfeitamente por lá.

– Carta maravilinda, deve ver muito jogo.

 


 

Ivan – Vai servir de complemento em diversos decks. Quanto mais sinergia, melhor. O corpo é ok para turno três.

Neil – Bom corpo, mas traz todas techs possíveis contra si próprio, mas ainda sim deve rodar em algum deck de tribo se existir.

– Bom Brill, Mil e uma utilidades. Candidata a ser uma substituição ou tech boa pra muitos decks.


 

Ivan – Olha! Pó loiro!

Neil – Talvez no Mago Elemental, ou no Xamã e só.

– Méeee, achei bom não.

 

 


 

Ivan – Vai jogar um bocado! PRE-PA-RA!

Neil – Tem um belo corpo e deve funcionar, sobretudo na Arena que deve ser pick certo.

– Carta forte, mesmo com o efeito negativo, deve ser OP na arena.

 


Ivan – Não sei se vê jogo, acho que não – turno seis é muito tarde para realmente fazer diferença.

Neil – E o Paladino Dude chora, chora junto boa parte dos decks agressivos, a viabilidade dessa carta está diretamente ligada a como o Meta estará.

– Pode ser uma tech excelente, e combina com a carta nova de bruxo, Maldição da Fraqueza, como uma luva. Pode ver jogo sim.

 

 


 

Ivan – Deve ver jogo em alguns decks, mais provável em decks de Guerreiro. A arte dessa carta dourada deve ser insana!

Neil – É uma boa remoção com corpo, mas não sei se estará no Meta, talvez uma cópia como tech.

– Combina com o Guerreiro, pode ser uma tech para a classe.

 


 

Ivan – Pode até ser que veja jogo, mas… acho que não. Na arena vai ser ok em um deck mais de atrition.

Neil – Acredito que hajam opções melhores, pode funcionar em um Sacerdote Quest apenas, mas é preciso aguardar.

– Acho que essa carta não vê jogo, corpo muito ruim.

 


 

Ivan – Vai ver um bocado de jogo – entra em campo com um alvo gigante na cabeça e – se o oponente não resolver é capaz de gerar valor absurdo, principalmente unido a lacaios com Último Suspiro.

Neil – Meio pesado, apesar do foco no valor, não sei se verá jogo.

– Achei uma carta boa, mas será prioridade de morte ao entrar na mesa.


 

Ivan – Deve ver um bocado de jogo em alguns decks focados na mecânica de cartas par, mas… só vendo pra ver.

Neil – Paladino e Xamã parecem ser os únicos a usar bem essa carta, mas não sei se os arquétipos serão viáveis.

– Decks Pares, se existirem, não podem deixar de ter esta carta.

 


Ivan – Pode craftar dourada! Vai jogar demaaaais em decks Midrange e Controle.

Neil – Uma carta de ótimo valor, deve funcionar em algumas situações, se estas forem viáveis.

– Essa carta é linda. Tem um monte de efeito, um corpo bom, acredito no potencial de jogo dela.

 


 

Ivan – Vai ser muito boa (em alguns decks) ou absurdamente ruim (nesses mesmo decks). Deve ver algum jogo.

Neil -Efeito for fun e corpo horrível, pode funcionar? Pode, mas não acredito.

– Carta mais for fun que qualquer coisa, mas por outro lado, pode salvar o jogo, existem possibilidades para ela, só não sei se serão exploradas.


 

Ivan – Vai, claro, ver muito jogo se decks ímpares entrarem no meta. Estou louco para testar com Guerreiro Controle.

Neil – Podemos ver um Guerreiro Provocar com cartas de custo ímpar, é um belo gerador de armaduras para o Guerreiro, vejamos se será viável.

– Ímpar/Par… mais uma vez, SE isso der certo, a carta vê jogo, senão….

Escolho Druida em qualquer jogo, sem pensar duas vezes. Sou jornalista de formação e de coração, e descobri aqui, neste Mundo de Eluna, meu cantinho para desenvolver textos gamers e com outros assuntos que gosto. Peguei ranque legend em HS, já fiz 12 wins na arena, e continuo procurando raides no WOW quando dá tempo.