Hearthstone

Boletim do Meta 40 – A volta da Sede de Sangue do Xamã

Com o Mago recebendo muita atenção pelo sucesso que tem tido, a classe explodiu em popularidade em todos os níveis de jogabilidade. Mago Segredos e Burn tem popularidade similar, com o Mago Congelante tendo sua presença mais setorizada. Com o Mago no topo, será interessante ver como o Meta responderá sua presença, se será com a mesma efetividade como ocorreu com o Paladino Murloc e o Druida Token.

A segunda classe que alavancou em popularidade foi o Xamã. A classe mudou drasticamente e isso trouxe uma mudança na forma de jogar dos seus arquétipos para refletir melhor suas características. Depois de semanas sendo considerado fraco e de nicho, o Xamã mostrou que estavam todos errados e veio com o Xamã Token Evoluir. Com o pacote [Gêmeos do Mal] e [Evoluir], a lista ganhou adeptos e está bem forte em todos os níveis de jogabilidade, seu counter é justamente o que falta na maioria dos decks do Meta: remoções em área.

Druida Token subiu em popularidade nos ranks baixos, mas caiu nos ranks mais altos. Na última semana foi visto um esforço maior para bater esse arquétipo. Mesmo assim, permanece como deck mais popular no Lenda, isso se dá ao fato de conseguir uma boa performance contra outros decks agressivos e sua possibilidade de aberturas absurdas no jogo.

A queda do Ladino começou. Depois de sobreviver ao Meta experimental, o número de Ladino Quest caiu devido ao meta hostil, e isso acontece em todos os níveis de jogabilidade. No Lenda, essa queda chega a 30%, nos ranks 1-5 é a quinta classe mais popular. É notável como o arquétipo está mal e falhando em justificar uma jogabilidade tão alta. A crescente do Mago Segredos é mais um prego no caixão do Ladino. Com a queda do Ladino Quest, os jogadores podem ver o Miracle como uma alternativa.

A representação do Paladino nos ranks mais baixos começou a convergir com os números baixos do Lenda. Contudo, a classe parece ter se estabilizado nos ranks mais altos de jogabilidade e ainda mostra grande diversidade com seus três arquétipos.

Os números do Guerreiro continuam constantes, mas ambos arquétipos tiveram uma subida no Lenda. Isso pode ser uma resposta aos decks de Mago. O Guerreiro Provocar é uma resposta ao crescimento do Xamã Token, para acabar com o plano de jogo dele. Nesse meio tempo, o Guerreiro Controle ainda tá presente.

Sacerdote e Caçador estão vendo declínio na jogabilidade, devido ao crescimento do Xamã. Caçador sofre nos ranks mais altos, enquanto o Sacerdote está meio morno, em termos de nível de poder. Contudo, a queda do Ladino pode ser positiva para a classe tentar uma mudança interna. Quanto ao Bruxo, bem, esse tá entregue às trevas, pelo menos até virem novas cartas.

Esta semana temos uma novidade. Os nomes dos decks têm um link, que ao ser copiado pode importar o deck diretamente para o programa “Hearthstone Deck Tracker”.

Os dados usados nesta analise são do site Vicious Syndicate. Foram 73 mil jogos analisados, sendo  10500 no rank lendário, 28 mil entre os ranks 1-5 e 16 mil entre os ranks 6-10.

Veja abaixo o Mulligans e Decks para cada classe

Domingo passou a ser o dia de BOLETIM DO META. Segunda-feira é o dia da TIER LIST. Para os que gostam de CAMPEONATOS, na quarta-feira publicamos as listas dos que vão rolar durante a semana. E sexta-feira é dia de relaxar com o Café com Blizz, onde contamos as histórias dos personagens e lugares de Hearthstone/Warcraft. Fora isso, artigos sobre Hearthstone e outros jogos saem diariamente no site! Não percam!

CLASSE Druida CLASSE Cacador CLASSE Mago

CLASSE Paladin0 CLASSE Sacerdote CLASSE Ladino

CLASSE Xama CLASSE Bruxo CLASSE Guerreiro

O cara que tende a ser trollado pelo RNG, mas tenta não reclamar disso. Gosta tanto de Hearthstone que não tem apenas um heroi preferido, têm todos.