Hearthstone

Boletim do Meta 37 – Sentem falta de alguém na ladder?

A diversidade do Meta de Un’Goro não parece dar sinais de parar. Enquanto o Guerreiro continua sendo a classe mais popular, sua queda gradual começou. Nos ranks lendários, o Guerreiro foi ultrapassado pelo Paladino, que por sua vez foi ultrapassado pelo Druida. Druida Token tem partidas muito fortes, sendo counterado apenas por arquétipos com múltiplas remoções em área. Druida Jade também viu um aumento na sua jogabilidade e, tem excelente performance onde o Druida Token é fraco, então a escolha depende bastante do Meta que estão encontrando.

A subida do Paladino não só parou como começamos a observar um declínio na sua jogabilidade no rank Lendário. Paladino é muito poderoso, mas os Murlocs estão sendo varridos pelo [Caranguejo Faminto] e, um desses decks que abraçou o Caranguejo Faminto, foi o Druida Token, e essa é a correlação entre a subida de um e queda do outro.

Assim como Guerreiro, Ladino foi outro que tomou a frente no início do Meta e está vendo uma queda gradual. Esta semana a queda é atribuída ao Ladino Miracle, já que o Ladino Quest estabilizou-se. A participação do Ladino Miracle no Lendário caiu em um terço, os motivos são suas dificuldades contra decks agressivos e contra o Ladino Quest, além de suas grandes dificuldades contra os arquétipos de Mago.

Mago Burn estabilizou-se como um dos arquétipos prevalentes do jogo, principalmente com a lista do PsyGuenther. Mago Congelante está caindo devido sua partida ruim contra o Burn, mas o Congelante tem um nicho bem estabelecido. Mago Segredos também aparece, mas com uma presença muito modesta.

Caçador está vendo um declínio suave e continua tendo uma presença baixíssima nos ranks lendários. Outra constatação importante, é que o Caçador Midrange é um dos decks mais baratos de serem craftados, não requer lendárias para ser competitivo (exceto a [Jubalta da Savana]), o que faz com que seja bem atrativo para jogadores novatos.

Sacerdote continua a brincar com seus novos brinquedos, mas observamos um ligeiro aumento da sua jogabilidade em todos os ranks. O aumento não é geral, mas sim em arquétipos específicos, como o Sacerdote Purificar, que teve suas taxas de jogabilidade mais que triplicadas na semana passada no ranque Lenda. O deck teve uma mudança com o passar das semanas, então será interessante ver como o Sacerdote ficará mais relevante. Vemos também alguns Sacerdote Kazakus, porém, sem o seu escudeiro fiel, [Reno Jackson], o arquétipo ainda perde muito em performance.

Xamã, depois de ser dominante no ano passado, caiu em quase esquecimento. É visto muito experimento, o que é típico para uma classe que se encontra aquém das outras. Vemos Xamã Controle e Xamã Elemental (contando suas listas híbridas com Jade). Xamã Agressivo Token provavelmente é o arquétipo mais estável atualmente, acreditamos que o que a classe precisa é que seus arquétipos sejam refinados.

O Meta pós “Uma Jornada a Un’Goro” está uma festa de diversidade, mas acho que alguém ficou de fora. Pela primeira vez o Bruxo, que tem o melhor Poder Heroico, se posiciona tão mal e sua melhor arma, tornou-se seu maior inimigo. É triste ver um Bruxo a cada 100 jogos no rank lendário.

Os dados usados nesta analise são do site Vicious Syndicate. Foram 93 mil jogos analisados, sendo 21 mil no rank lendário, 29 mil entre os ranks 1-5 e 12 mil entre os ranks 6-10.

Veja abaixo o Mulligans e Decks para cada classe

Lembrem-se, Segunda-feira é dia de BOLETIM DO META. Já na Terça-feira temos a TIER LIST. Para os que gostam de CAMPEONATOS, na quarta-feira publicamos as listas dos que vão rolar durante a semana. E sexta-feira é dia de relaxar com o Café com Blizz, onde contamos as histórias dos personagens e lugares de Hearthstone/Warcraft, cada semana uma novidade!

CLASSE Druida CLASSE Cacador CLASSE Mago

CLASSE Paladin0 CLASSE Sacerdote CLASSE Ladino

CLASSE Xama CLASSE Bruxo CLASSE Guerreiro

O cara que tende a ser trollado pelo RNG, mas tenta não reclamar disso. Gosta tanto de Hearthstone que não tem apenas um heroi preferido, têm todos.